Você sabia que as vendas online aumentaram durante a pandemia?

vendas online

De acordo com uma matéria do site G1, as vendas online só aumentaram durante a pandemia.

Esse é um fator positivo para a economia do país nessa fase pandêmica. Com a imposição do isolamento social e várias cidades, estados e países regrados como suas próprias determinações sobre o funcionamento do comércio físico, ficou difícil realizar compras de forma presencial.

No entanto, com um tablet, smartphone ou computador é possível comprar em incontáveis lojas online. O site que une anúncios de vendas em Fortaleza é um exemplo de como as vendas migraram para a modalidade online.

O e-commerce, que em um resumo é a venda online, nunca vendeu tanto no Brasil. Foi realizada uma pesquisa por uma plataforma que tem 70 mil lojas online hospedadas na América Latina. As vendas online no Brasil estão acontecendo mais na região Sudeste. As vendas pela internet triplicaram desde 2019 para 2020. Foram mais de 10 milhões de brasileiros realizando as primeiras compras online.

 

Como o comércio do Brasil está se adaptando ao novo cenário?

A pandemia do Covid-19 encerrou as atividades de 522,7 apenas em junho de 2020. Isso sem contar os comércios sem registro.  Esses dados saíram de uma pesquisa realizada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

Porém, a internet se provou ser uma infinita fonte de oportunidades para quem fechou as portas ou precisou mudar seu modo de vendas. Os pequenos empreendedores estão se adaptando. Os comércios que mudaram positivamente sua forma de vender conseguiram sucesso durante a pandemia. Isso pode ser realizado apenas investindo em anúncios pagos em redes sociais ou no Google. Até um site simples e um número de WhatsApp dão garantia de funcionar.  

As pessoas não podem mais sair o tempo todo para realizar suas compras. Por isso é tão importante que as empresas se adequem. O comércio precisa continuar a funcionar.

Por isso tantas empresas estão migrando para o modo online e pessoas estão dando seus primeiros passos em compras pela internet.

No Mercado Livre, por exemplo, as categorias de cuidado pessoal, saúde, bebidas e alimentos obteve um crescimento de 15% em fevereiro de 2020. A própria empresa se manifestou e divulgou que o crescimento tem a ver com a venda de máscaras, álcool em gel e produtos de primeira necessidade.

Como a pandemia não tem data para acabar, o interesse do público por compras na internet aumentou. O mercado está promissor com relação às vendas presenciais.

Aumentou a procura por itens de casa e decoração, artigos de beleza e saúde, além de roupas e alimentos, tudo realizado de forma online. O segmento de logística aumentou por conta dos serviços de delivery em várias outras empresas.

 

Serviços essenciais

A internet é considerada um serviço essencial durante a pandemia.  A medida provisória de alteração da Lei nº 13.979/20 do dia 20 de março de 2020 decretada pelo presidente Jair Bolsonaro considerou essencial o serviço de internet.

Além disso está incluso produção, distribuição, comercialização e entregas, realizadas presencialmente ou por meio do comércio eletrônico de produtos de saúde, higiene, limpeza, alimentos, bebidas e materiais de construção.

Entram em serviço essencial também o transporte, armazenamento, entrega e logísticas de cargas.

Por isso a venda online não é apenas questão de adaptação das empresas ou uma mudança no comportamento do consumidor. Todo o serviço, desde a venda online até a entrega são considerados por lei serviços essenciais.

Hábitos dos consumidores

De acordo com um levantamento da Mastercard SpendingPulse o e-commerce aumentou em 75% em 2020 se comparado com o ano anterior. O hábito de compra dos consumidores só subiu com o isolamento social.

Já um outro estudo feito pela SBVC (Sociedade Brasileira de Varejo e Consumo) divulgou que os brasileiros aumentaram o consumo online. Isso já foi dito. Só que essa mudança de hábito vai refletir mesmo quando a pandemia acabar. Os brasileiros estão experimentando o e-commerce de forma mais direta e recorrente. Portanto, mesmo depois da pandemia a expectativa é de que as compras online continuem a crescer. Se você está em Fortaleza ou nas regiões, você pode experimentar o site que une anúncios só para essa região. Caucaia também tem seus anúncios lá. São produtos para pets, moda, smartphones e tablets, relógios e joias além de anúncios de empregos também.

Actualizado el