Tipos de tinta: saiba o melhor para a sua casa

tinta

Existem diferentes tipos de tinta, e quem está construindo ou reformando pode ficar cheio de dúvidas na hora de escolher.

Todo mundo quer uma casa bonita e confortável, e que tenha uma decoração impecável. Por isso, é bom ter cuidado na hora de escolher a tinta, porque ela faz toda a diferença em um ambiente.

Só que não é apenas a cor que confunde quem não entende muito bem do assunto, mas também seu tipo, a textura que deixa na parede, entre outros aspectos.

Às vezes, você escolhe uma cor incrível, mas o resultado não fica legal ou simplesmente o efeito não combina com o espaço. Portanto, acaba resultando em mais gastos com outro produto e mão de obra.

Para evitar esses transtornos e deixar a sua casa maravilhosa, é necessário conhecer um pouco mais sobre os tipos de tinta, assim, na hora de escolher, não tem erro.

Visitar lojas e conversar com vendedores é uma boa opção, mas só você conhece a sua casa e sabe o que é melhor para ela.

Pensando nisso, neste artigo, vamos explicar a importância de escolher bem a tinta e quais são os principais tipos. Acompanhe.

Importância de escolher bem a tinta

Quando chegamos a uma loja de materiais de construção, nos deparamos com uma infinidade de opções de tintas. Logo chegam às nossas mãos aqueles catálogos imensos com várias cores, tipos, texturas e acabamentos.

É aqui que está o problema e o perigo, pois no meio de tanta opção, fica difícil escolher e mesmo que você vá até a loja com uma ideia na cabeça, vai encontrar alguma coisa que te faça repensar.

Isso também é, digamos, perigoso, pois se você precisa escolher uma tinta para sala, pode optar por aquela que o resultado final não agrada nem um pouco. 

Sendo assim, você convive com ela ou vai precisar gastar mais tempo e dinheiro pintando tudo de novo.

Para te ajudar nisso, vamos dar algumas dicas para você escolher sem erros e ter um resultado incrível. 

Visto que, para isso, você precisa seguir alguns passos simples, como:

  • Testar a cor;
  • Misturar tintas;
  • Considerar os ambientes;
  • Considerar as superfícies.

É comum algumas cores, depois de secas, sofrerem alterações por conta da iluminação, podendo ficar mais claras ou escuras.

Sendo assim, antes de comprar o material, é necessário testá-lo. Faça isso adquirindo uma lata pequena e faça o teste na parede que pretende pintar.

Quem vai comprar uma quantidade maior de tinta epóxi para piso ou qualquer outra, corre o risco de adquirir lotes diferentes, que podem interferir no tom. Nesse caso, misture latas diferentes em um mesmo recipiente.

É preciso levar em conta o ambiente que será pintado, para garantir um resultado final plenamente satisfatório.

No caso dos ambientes internos, uma das melhores opções é a tinta acrílica, pois é a base de água, não emite odores fortes e tem resina mais resistente.

A limpeza das paredes é muito mais simples, bastando uma esponja macia embebida em água com detergente neutro. Também é indicada para alvenarias e espaços úmidos, como banheiro e cozinha.

A tinta de resina pode ser encontrada com acabamento acetinado, fosco e semibrilho, e naqueles espaços de maior circulação ou no quarto das crianças, é melhor escolher o acabamento acetinado ou semibrilho, pois são mais fáceis de limpar.

No entanto, a parede deve estar bem preparada, visto que a tinta acrílica realça algumas imperfeições. A tinta látex, por sua vez, é mais recomendada para o teto e com acabamento fosco.

Agora, para uma boa pintura para fachada, a tinta acrílica também é ideal, pois ela resiste melhor às intempéries. Você também pode optar pelos tipos mais recomendados para os espaços externos, fornecidos por diferentes fabricantes.

Não se esqueça de levar em conta o tipo de superfície que você vai pintar, pois ele pode interferir no resultado final.

Por exemplo, para os azulejos, a tinta epóxi é mais indicada, visto que se adere melhor a superfícies lisas e é mais resistente à umidade.

É possível encontrá-la em versões à base de água, que secam mais rápido e não tem tanto odor. Em superfícies de madeira, como portas e janelas, escolha materiais sintéticos ou tintas spray.

Elas dão um ótimo acabamento, possuem secagem rápida e podem ser usadas, inclusive, em superfícies metálicas.

Agora que você já sabe como escolher as tintas para a sua casa, no próximo tópico, vamos mostrar alguns tipos, para que você possa dar continuidade ao seu projeto com uma boa empresa de serviços de pintura residencial.

Principais tipos de tinta

As tintas, independentemente de seu tipo, podem ter três variedades de efeito, sendo acabamento fosco, acetinado e com brilho.

O acabamento fosco é mais aveludado e disfarça as imperfeições. O acetinado tem brilho discreto e está entre os mais procurados. 

Já o acabamento com brilho é mais brilhante e dá um destaque maior para a parede. E dentre os tipos, temos:

Tinta acrílica

É fácil de limpar, é solúvel em água e não se mistura com os tipos à base de óleo. 

A mistura entre elas também não é muito boa, pois possui quantidade acentuada de resina acrílica, o que também confere maior impermeabilidade.

Para usá-la em grandes superfícies ou fazer uma mistura, é necessário borrifar um pouco de água na parede, visto que sua secagem é rápida e dessa forma é possível chegar a bons resultados.

Tem um custo mais elevado, porém, uma qualidade superior, podendo ser usada com pistola pintura eletrostática. É mais indicada para áreas externas ou para ambientes úmidos, como banheiro e cozinha.

Tinta látex PVA

É solúvel em água e mais recomendada para ambientes internos, principalmente, para o teto e locais que não precisam ser limpos constantemente.

Possui secagem rápida e quase não tem cheiro, também tem menos resina, por isso, não é tão impermeável.

A tinta látex não precisa ser preparada, mantém uma coloração estável, evita surgimento de mofo, acabamento elástico e baixos níveis de emissões tóxicas.

Tinta epóxi

Se você quer uma sala planejada perfeita, pode usar a tinta epóxi, visto que ela é mais resistente, durável e impermeável. É ideal para ser usada no chão, principalmente, em espaços com grande circulação de pessoas.

Contudo, nada impede que ela seja usada em paredes, pois tem ótimo acabamento e é fácil de limpar. Seu tempo de secagem é mais rápido, e pode ser dissolvida à base de solvente ou água.

Seu acabamento é brilhante e resistente à abrasão, produtos químicos e pode ter contato direto com a água.

Esmaltes

As tintas esmalte não são recomendadas em paredes, pois são propostas, principalmente, para madeiras e metais. Podem ter duas versões, sendo solúveis em água ou solvente.

Uma de suas principais características é seu cheiro forte, em principal, aquelas que usam solvente, além disso, sua aplicação é mais trabalhosa, o que demanda mais tempo.

No entanto, tem como benefício uma alta resistência ao sol e à chuva, o que torna esse tipo de tinta ideal para as áreas externas. 

Além disso, apresentam um pouco de brilho, mesmo aquelas com acabamento fosco.

Tinta à base de óleo

Se você for a um estabelecimento de material de construção mais próximo, também vai encontrar a tinta à base de óleo, que pode ser usada em qualquer tipo de parede, sendo muito procurada por sua durabilidade e qualidade no resultado.

No entanto, tem um cheiro mais forte e não pode ser lavada com água. Os materiais usados para sua aplicação, como os pincéis, devem ser lavados com solventes como aguarrás.

Ela é muito vantajosa porque possui acabamento brilhante, é mais suave, resistente e ideal para espaços úmidos, como o banheiro.

Sua secagem é mais demorada, o que permite fazer correções, além de bom nivelamento. Também pode ser usada em ambientes internos, o que permite combiná-la a outros elementos, como uma faixa de papel de parede masculino.

Conclusão

Existem muitos tipos de tinta, o que ajuda você a conseguir o melhor resultado para a sua casa. Conhecê-los é o melhor jeito de escolher, então, você só precisa pensar na cor.

Isso torna o processo mais rápido e garante que você faça uma boa escolha, que equilibre a decoração de cada cômodo.

Todos esses tipos podem ser encontrados nas melhores lojas de tintas e materiais para construção, e se você tiver mais alguma dúvida, pode consultar os vendedores.

De qualquer forma, neste texto, você aprendeu um pouco mais sobre esse material e quais as melhores maneiras de usá-lo, para que assim o seu projeto tenha um ótimo resultado.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

 

Actualizado el