¡Únete!

¡Inscríbete gratis y recibe las mejores ofertas a través de "Territorio Ahorro"!

¡Suscríbete!

Como substituir o gesso em uma reforma?

gesso

Quando se está construindo ou reformando, muitas vezes pode surgir a dúvida sobre qual o melhor material para ser usado em determinadas áreas, principalmente no que diz respeito ao teto, que possui diversas opções, tais como o gesso e o PVC.

Ao levar essa questão a um especialista no assunto, pode acontecer da opinião dele se contradizer com a do cliente, visto que, por na maioria dos casos, é levado em conta o quanto o material vai custar.

Em cada etapa de uma obra, sabemos que não se gasta pouca coisa, afinal, muitas vezes os serviços que são feitos no teto, com a contratação de serviços de terceiros, podem variar de uma empresa de arquitetura e reforma para a outra, ou conforme o gosto do cliente.

Então surgem questionamentos como qual é o melhor forro para ser utilizado, quais as vantagens e desvantagens de instalá-los em uma residência, ou então com qual tipo de material irá se gastar menos. Essas e outras dúvidas serão esclarecidas ao longo do artigo.

O forro de gesso

Por ter um acabamento melhor, o forro de gesso se tornou bastante popular pelo aspecto sofisticado que traz ao ambiente assim que é instalado, e pode ser visto em diversos projetos residenciais e até comerciais.

Possibilitando o disfarce de vigas da construção, imperfeições e o modo de embutir uma iluminação diferenciada e refinada, as placas de gesso possibilitam em sua aplicação a passagem de canos de água, fios de eletricidade e instalações de ar-condicionado.

Caso não haja um ar-condicionado para ser instalado, os forros feitos por este material podem criar “bolsas” de ar que mantêm o ambiente em uma temperatura agradável, possibilitando que as pessoas possam ficar no local sem nenhum incômodo.

Além do formato popular das placas de gesso, existe também um modelo acartonado que permite a criação da parede de drywall, um material um pouco mais fino, mas não menos resistente que o modelo tradicional.

Embora esta seja de custo mais caro do que a placa comum, instalações para o ambiente com o modelo drywall são mais fáceis de serem feitas, assim como o isolamento termoacústico é mais potente.

O forro de material PVC

Para quem deseja construir um local de forma rápida e que não necessite de uma pintura como gesso ou laje, o forro de PVC é o mais recomendado para esses casos.

Feito de etano e o cloro retirado do sal, esse material plástico começou a ser usado em produtos por volta de 1920 e comercializado em 1950, mesmo que tenha sido descoberto um pouco mais de oito décadas antes.

Com a sua praticidade, na década de 1960, o forro de pvc colocado começou a ser utilizado como um material de construção e popularizando nos anos seguintes pelo seu custo mais baixo do que de muitos outros existentes no mercado.

Além disso, o forro com essa matéria também oferece ao ambiente e a obra:

  • Ótimo custo-benefício;
  • Melhor acústica;
  • Não é inflamável;
  • Maior sustentabilidade.

Como podem ser usados em diferentes áreas da casa por sua limpeza rápida, por não danificarem em áreas salinas, como os de regiões litorâneas, e por terem média de duração acima de 50 anos, fez com que fossem ainda mais procurados.

Porém, há quem se engane que esse modelo é o favorito quando se está na etapa da limpeza de obras, não tenha também as suas desvantagens como material de construção em alguns quesitos.

Isto é, por haver apenas dois modelos de forro, régua ou modular, o seu acabamento no ambiente deixa o local com um aspecto “plastificado”, diferente dos demais materiais para essa parte da casa, o que pode não ser bem visto em ambiente que priorize o luxo.

O estilo régua de PVC é utilizado em residências por conta de sua aparência, mas no quesito de melhor manutenção de empresas terceirizadas, tanto para a parte hidráulica quanto questão elétrica, a forma modular é a mais recomendada.

Vantagens e desvantagens entre os forros

Ao se colocar na ponta do lápis qual o melhor material para ser utilizado, o PVC acaba sendo o mais econômico e o mais utilizado em muitas obras, o que pode ser um ponto positivo se o orçamento for muito pesado ou se deseja fazer algo mais econômico.

O forro de material PVC não necessita de manutenção se um dia houver goteiras, o que pode ser um fator benéfico caso não queira ter algum gasto inesperado em épocas de grandes chuvas.

Além disso, o que pode quebrar o encanto para esse material que é mais em conta, é o fato de que ele não é um bom isolante para épocas de calor, podendo atrapalhar muitas vezes o que será feito no ambiente.

Não sendo um bom isolante para o calor, ele também não é um bom isolante de sons, podendo fazer com que o barulho saia do ambiente que se está ou sons externos possam atrapalhar.

Agora, se quiser deixar o seu ambiente de modo sofisticado após a instalação de cortina blackout, o mais recomendado para esse estilo é o de gesso, pois o acabamento em cantos ou a possibilidade de pintura total do cômodo são melhores para serem feitos.

Além do ótimo isolamento acústico e também térmico que o material proporciona, durante a sua instalação e finalização, ele não deixa frestas, ficando de uma forma lisa e uniforme no ambiente.

Porém, é sempre bom ressaltar que o forro de gesso é mais caro para ser aplicado em uma obra, e se existe alguma pressa para terminá-la, ele pode atrapalhar mais do que ajudar, já que após a sua aplicação, leva um tempo maior para que ele fique totalmente seco.

Além disso, caso você queira pintar o material de outra cor para dar mais destaque, pode demorar um pouco mais que o previsto para ficar pronto.

Mais um ponto negativo do gesso é que, se houver goteiras, existe um custo maior para fazer a manutenção e reparo do teto, da mesma forma que esse material pode trincar ou rachar, por motivos bem simples.

Processos de instalação: gesso vs. PVC

Para a instalação de forros de gesso, se possível, contrate um profissional, uma vez que os gesseiros já possuem uma noção de como trabalhar melhor e mais rápido com esse tipo de material.

Mas se deseja fazer por conta própria, é necessário demarcar a laje do ambiente onde ficará cada parte para ser feita a nivelação através dos suportes, seja através de laser ou por mangueira de nível.

Alguns designers de interiores começam a fazer estilos de teto de gesso no processo de instalação por ser mais fácil, então, se quer deixar um espaço diferente para se colocar a sacada fechada com vidro, é recomendável nesta etapa.

Logo após a nivelação, é preciso colocar os suportes niveladores e conferir para ver se todos estão alinhados. Por fim, amarre as chapas e cubra os detalhes como os parafusos que ficarem aparecendo.

Já para o forro de PVC, é recomendado que se tenha, no mínimo, um metro de distância entre ele e o telhado para ser instalado, e um pouco mais de dois metros e meio do chão.

É uma estrutura de metalon e cabos de aço que serão a sustentação do forro, pois o metalon ficará encaixado nos buracos das paredes e os cabos darão a sustentação entre o forro e o telhado.

Se quiser que a parede fique preservada por mais tempo em seu projeto de interiores, instale réguas de silicone com uma camada generosa de proteção. 

As placas do forro são encaixadas por último, como um quebra-cabeça, e depois parafusadas para uma melhor fixação.

Considerações finais

Os processos de uma obra ou reforma requerem detalhes minuciosos em muitas partes do seu planejamento, principalmente no que tange aos acabamentos internos que irão ser utilizados com frequência, já que são eles que trazem um pouco mais de conforto.

Gastos de uma obra, ou então de uma reforma, são inevitáveis em muitas etapas do seu procedimento, assim como os materiais requeridos para compor o design interno do ambiente.

Por isso, pesquise o que pode ser mais em conta e qual dará o resultado final que seja do seu gosto, sem deixar de lado o preço do investimento. Havendo alguma possibilidade, não hesite em questionar um profissional para pedir opinião ou fazer a aplicação do forro.

Alguns profissionais do ramo de obras podem falar sobre experiências pessoais quando se trata de viver em um ambiente que abriga o forro de PVC ou de gesso. 

Portanto, não deixe de levar em conta esse tipo de feedback, posto que podem ser benéficos em momentos de indecisão.

Deste modo, o nível de satisfação ao estar em um ambiente bem planejado e construído de forma que não trará riscos de gastos alguma hora será muito maior.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

 

Actualizado el