Quais as melhores plantas para ter dentro de casa?

plantas

Há diversas maneiras de decorar uma casa para que ela fique sempre bonita e aconchegante. No entanto, algo em especial pode deixar os ambientes não apenas mais belos, mas também mais perfumados e até mais agradáveis: as plantas.

 

Escolher a espécie ideal pode ser um desafio para quem não conhece muito sobre o assunto. Mas, com pesquisas simples é possível descobrir diversos tipos de plantas para colocar dentro de casa. 

 

Ao contrário do que se imagina, as plantas não possuem apenas um papel decorativo. Tê-las em casa vai muito além da beleza, podendo trazer benefícios diretos para a saúde dos moradores. 

 

Assim, ao mesmo tempo em que se investe na decoração verde dentro do imóvel, é possível desfrutar de vantagens importantes. De acordo com a Nasa, as plantas melhoram o ambiente e o deixam mais saudável, graças a sua filtragem de poluentes. 

 

Nesse sentido, tal como a instalação de uma tela de proteção para apartamento confere maior proteção para os moradores, as plantas trazem outros tipos de benefícios, como a remoção de gases tóxicos do ambiente. 

 

Por isso, tão essencial quanto escolher um item para compor a decoração da sala de estar é escolher as espécies para deixar a sua casa mais completa, tanto em termos de beleza quanto de bem-estar e proteção. 

 

Se você sempre gostou de plantas e tem vontade de cultivá-las em casa, este artigo é para você. Então, siga na leitura dele e saiba como escolher os melhores tipos para a sua residência, colhendo benefícios para toda a família. 

Por que ter plantas em casa?

Para deixar uma residência mais confortável é preciso investir em uma série de itens, que vão trazer aconchego e beleza. Além de um papel de parede para sala pequena, como dissemos anteriormente, outro elemento que merece destaque é o uso de plantas. 

 

Há vários motivos pelos quais vale a pena ter plantas de várias espécies em casa, sendo alguns deles embelezar o local, purificar o ar, trazer a natureza para dentro de casa, bem como proporcionar maior bem-estar para os moradores.

 

Uma das principais razões para se ter plantas em casa é, justamente, a beleza que elas trazem para os cômodos. Por serem de fácil harmonização com qualquer estilo decorativo, é bastante simples escolher as melhores espécies. 

 

Além disso, um dos papéis do uso das plantas dentro de casa é trazer um ar mais puro para o seu interior, garantido que a família possa desfrutar de ambientes mais frescos e agradáveis. 

 

Isso remete à natureza, possibilitando que se tenha maior contato com ela mesmo em grandes cidades, nas quais os habitantes têm cada vez mais dificuldade em encontrar áreas verdes.

 

Por fim, tal como uma sala planejada moderna, as plantas proporcionam maior conforto aos moradores, ajudando na construção de uma residência mais interessante e acolhedora para todos. 

Quais plantas usar em ambientes internos

Depois de conhecer alguns dos motivos pelos quais vale a pena ter plantas dentro de casa, é fundamental saber quais espécies se adaptam bem aos ambientes internos. 

 

Isso porque algumas delas dependem do sol para a sua manutenção, de maneira que deixá-las em ambientes fechados e cobertos pode significar a perda da muda.

 

Nesse sentido, do mesmo modo que uma análise de solo completa determina o que pode ser feito em um terreno, saber selecionar bem as espécies de plantas da sua casa fará com que você possa cultivá-las por muito mais tempo no seu lar.

1. Orquídea

As orquídeas são plantas famosas, que podem ser um presente especial para embelezar o lar. Essa espécie pode ser cultivada com tranquilidade na área interna da casa, além de demandar poucos cuidados. 

 

Para a conservação da planta, é essencial utilizar uma haste para dar apoio ao caule da orquídea, de forma que ela consiga crescer com maior facilidade. É indicado plantá-la em um vaso de barro, devido a sua porosidade, que ajuda na drenagem da água. 

 

A luz é importante para o desenvolvimento da orquídea, por isso, é ideal posicioná-la em um espaço à meia-luz. Caso as cores da folhagem estejam ficando escuras, pode ser necessário mudar o vaso de lugar, para devolver a beleza à planta. 

2. Samambaia

Tão comum quanto ver moveis planejados quarto casal é encontrar uma samambaia dentro de qualquer imóvel. Elas costumam ficar fixadas no teto das casas, pois a sua folhagem é longa e pendente, além de ser volumosa. 

 

Ela apresenta folhas verdes em tons claros, com uma textura diferente e agradável. A sua conservação também é feita à meia-luz, mas pode ser posicionada em espaços com a iluminação difusa.

 

É preciso tomar cuidado com o vento, pois a forte incidência dele acaba por queimar as filhas mais novas. Por esse motivo, encontrar uma área mais fechada pode ser ideal para mantê-la bonita por mais tempo. 

3. Suculentas

As suculentas vêm ganhando a atenção e a preferência de muitos decoradores e proprietários de imóveis, dadas as suas características interessantes. Elas permanecem bonitas e vistosas por muito tempo e demandam poucos cuidados. 

 

A sua aparência é um dos pontos positivos dessas espécies, que podem ser posicionadas em cozinhas, salas de estar, dormitórios, banheiro com divisória de granito e em qualquer outro espaço. 

 

Elas possuem talos, folhas e raízes mais grossas, o que ajuda no armazenamento de água e, por consequência, pedem menos atenção. Qualquer sinal de desidratação pode ser facilmente identificado e solucionado rapidamente. 

 

Em geral, é recomendado que as suculentas fiquem próximas de janelas, pois deixá-las expostas ao sol por quatro horas diárias é fundamental para que elas se desenvolvam de forma saudável.  

4. Cacto

Plantas maiores também podem ser usadas na parte interna da casa, como costuma ser o caso dos cactos, que são plantados em vasos e posicionados próximos da entrada do imóvel, complementando o visual ao lado de uma persiana vertical para porta.

 

Os cactos seguem na mesma linha das suculentas, pois demandam poucos cuidados diários. Isso porque ele precisa de pouca água para se manter sempre bonito. No entanto, é indicado que ele seja posicionado próximo de áreas alcançadas pelo sol. 

 

A quantidade de sol e o seu plantio em um vaso grande são dois pontos importantes para que a espécie cresça com maior facilidade. 

5. Palmeira-leque

A palmeira-leque é uma planta de maiores proporções, que se adapta bem a ambientes internos. Ela apresenta um crescimento relativamente lento e, portanto, pode ser cultivada em vasos sem nenhum problema. 

 

A estrutura plissada das suas folhas é considerada grande, com as pontas dentadas e com um tom de verde mais brilhante. Justamente por isso costuma chamar bastante a atenção em um ambiente interno. 

 

Remover as folhagens secas faz parte dos seus cuidados, assim como a troca de vaso a cada dois anos. Além disso, para que ela possa se desenvolver adequadamente, é importante que ela possua espaço e receba boa iluminação. Adubá-la também é preciso. 

 

Outra indicação para conservá-la sempre bonita é garantir que ela esteja salva dos ventos fortes e que fique longe do ar-condicionado da sua casa.

6. Árvore-da-felicidade

Outra espécie bastante presente em ambientes domésticos é a árvore-da-felicidade. Ela possui folhagens pequenas, que são delicadas e apresentam uma cor verde-escura. É indicado utilizar hastes para ajudar no desenvolvimento do seu caule. 

 

Por ser de grandes proporções, ela costuma ficar posicionada no chão, e pode ser colocada em revestimentos que passam por uma impermeabilização de piso, o que ajuda na rega da espécie sem danificar o pavimento. 

 

Para um crescimento ideal, ela possui três possibilidades: ficar exposta ao sol, na luz difusa ou à meia-luz, sendo o mais indicado posicioná-la em locais bem iluminados. 

 

É válido ressaltar que ela possui pouca resistência ao vento, ar-condicionado e até mesmo fumaça de cigarro. 

 

Essas são algumas das espécies mais comuns e simples de cuidar dentro do seu imóvel. Por isso, escolha uma ou várias delas e não perca a oportunidade de deixar o espaço mais agradável e bonito com tranquilidade. 

Os benefícios de ter plantas em casa

Como mencionado, ter plantas em casa vai muito além da função de embelezar ambientes. Isso porque elas oferecem uma série de vantagens que precisam ser aproveitadas por quem mora na residência. Alguns desses benefícios são:

 

  • Ajudam no relaxamento;
  • São umidificadores naturais;
  • Inspiram a criatividade;
  • Ajudam na concentração;
  • Diminuem a incidência de alergias;
  • Renovam o ar;
  • Fornecem energia.

 

Depois de entender mais sobre o que esperar da presença das plantas dentro da sua casa, certamente a vontade de sair e comprá-las o quanto antes acabou de surgir no seu horizonte. 

 

De qualquer maneira, organizar o seu lar e fazer com que a sua casa possa receber os mais diversos tipos de espécies é essencial para promover todas essas vantagens no dia a dia. 

 

Por isso, não deixe de posicionar diferentes vasos por todo o espaço e tenha uma maior qualidade de vida dentro da sua casa.

 

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

 

Actualizado el