¡Únete!

¡Inscríbete gratis y recibe las mejores ofertas a través de "Territorio Ahorro"!

¡Suscríbete!

Qual a importância de um projeto arquitetônico residencial?

projeto arquitetônico residencial

Um projeto arquitetônico residencial é fundamental para que a construção do imóvel seja segura, bem elaborada, sustentável e confortável.

As incorporadoras especializadas em construir imóveis residenciais sabem que eles precisam ser bem elaborados para atender às necessidades do dia a dia das pessoas.

Aliás, é importante ressaltar que a arquitetura acompanha as mudanças sociais, relacionadas ao estilo de vida dos indivíduos, à necessidade de ter tudo perto e acessível, além de garantir mais funcionalidade aos projetos.

A maneira como vivemos atualmente não é mais a mesma e muitas coisas precisam se adaptar. A arquitetura sempre fez parte da evolução na sociedade no mundo todo e vai continuar acompanhando essas alterações ao longo do tempo.

É possível notar que existe uma grande diferença entre as construções antigas e as atuais, e, daqui a alguns anos, elas serão ainda mais modernas e evoluídas. Nesse contexto, quem está construindo um imóvel precisa planejá-lo adequadamente.

O projeto arquitetônico residencial vai colocar em prática todo o seu conhecimento para que a propriedade atenda às demandas dos moradores.

Para aprofundar um pouco mais o assunto, neste artigo, será explicado o conceito de projeto arquitetônico e será abordada a importância que ele tem para as construções residenciais.

Conceito de projeto arquitetônico residencial

O projeto arquitetônico é a representação de como serão os espaços, as construções em si e as ideias em relação a elas. Por meio dele, o arquiteto compreende as necessidades do indivíduo e prevê falhas na execução da construção.

Também é assim que ele se certifica de que a edificação estará sempre dentro do previsto. Esse conceito reforça que investir em um projeto arquitetônico residencial é fundamental por causa da estruturação de um planejamento profissional.

Antes de comprar gerador de energia para casas ou qualquer outro material para a obra, o proprietário precisa entender que uma construção, ou reforma, precisa de um projeto de execução bem elaborado, além de contar com os materiais necessários.

Para elaborar esse projeto, é necessário que ele seja dividido em diferentes etapas, pois isso vai permitir um bom planejamento de todos os aspectos inerentes ao processo.

A primeira etapa é compreender as necessidades do morador, buscando reconhecer seus problemas e desejos em relação à obra. Para isso, o arquiteto precisa descrever o máximo de informações, tais como prazos, referências e itens obrigatórios.

Em seguida, vai colocar em prática os conceitos adotados no projeto, com base nas necessidades do cliente. É nesse momento que o arquiteto começa a fazer desenhos para materializar a ideia.

Ele começa a decidir como será a estrutura metálica tubular e outros aspectos necessários. Mas, ao chegar a essa etapa, os documentos do imóvel precisam estar legalizados e suas características devidamente discriminadas.

Os pontos legais devem estar em dia, portanto, aprovados junto à prefeitura, que pode ou não autorizar a construção, levando em conta as regras do município.

Para que o projeto arquitetônico seja aprovado, é necessário considerar informações explicativas da obra e incluir um estudo preliminar.

Entendendo sua importância

Planejar uma obra por conta própria é um erro que costuma ser cometido por muitas pessoas. Elas acreditam que um projeto arquitetônico residencial profissional é um gasto desnecessário e que não vai fazer a diferença para o resultado.

Mas pensar dessa forma é um grande erro, pois, quando a arquitetura é devidamente planejada, atende a todas as necessidades do proprietário, melhora o resultado e reduz os custos.

A função do projeto arquitetônico é detalhar e especificar as etapas da obra, por isso, é considerado um seguro contra imprevistos. Por meio dele, o arquiteto vai averiguar várias condições, como:

  • Distribuição dos espaços;
  • Ventilação;
  • Escolha dos materiais;
  • Instalações elétricas e hidráulicas;
  • Normas de segurança.

Assim como uma empresa precisa planejar a contratação de serviço de guincho mensal, o arquiteto vai planejar, por meio do projeto arquitetônico, o uso adequado de luz, evitando a falta ou excesso de luminosidade.

Também prevê outros erros comuns, como o uso de luzes frias em ambientes que precisam ser mais quentes ou frios.

Muitas pessoas também acreditam que para montar um projeto e comandar a obra, não é necessário ter experiência ou especialização, descartando a necessidade de contratar um profissional.

Mas a verdade é que a ausência de alguém especialista no assunto pode levar a problemas futuros, desde uma simples rachadura, até situações mais complexas, como problemas na fiação.

O arquiteto é um profissional que une sustentabilidade, modernidade e economia, ao mesmo tempo em que atende aos desejos do cliente.

É assim que o resultado será sofisticado, confortável e prático, sem gastar muito ou gerar impactos ao meio ambiente.

Por exemplo, em clínicas de radiologia, é muito importante usar argamassa baritada, pois ela bloqueia a radiação emitida pelos equipamentos. Mas, se o projeto de construção da clínica não for feito por um profissional, esse detalhe importante é esquecido.

A importância do projeto arquitetônico residencial também se dá por causa do excelente custo-benefício. Ele evita erros e planeja adequadamente os gastos da obra, de modo a definir a quantidade necessária de materiais para a construção.

Ele também auxilia na escolha das marcas e materiais que estejam dentro do orçamento e garante a qualidade da obra.

Outro ponto muito vantajoso é a segurança, pois uma vez que um profissional se responsabiliza pelo processo, fica muito mais fácil evitar erros, acidentes e muitas outras dores de cabeça.

Por fim, quando um arquiteto coordena o projeto, o proprietário do imóvel terá muito mais conforto na hora de utilizá-lo, já que os espaços são otimizados e os ambientes são aproveitados de maneira inteligente.

Também não é necessário se preocupar com nada durante a execução da obra, como no caso de instalação de telhas galvanizadas pintadas.

Dicas para escolher um bom arquiteto

Agora que você já sabe qual é a importância do projeto arquitetônico, é importante ter acesso a algumas dicas para escolher o profissional que será responsável pela elaboração deste documento.

1. Saber o quanto pode gastar

A primeira coisa a ser feita é definir o orçamento, pois existem várias modalidades de remuneração por projeto. O cálculo pode ser feito com base na área construída, percentual sobre o custo da obra ou hora técnica.

Veja qual é a área em que precisa construir e, se precisar de referência de preços, pode consultar o site da CAU (Conselho de Arquitetura e Urbanismo).

2. Conversar com as pessoas certas

Faça uma lista com os profissionais que gostaria de conhecer e converse com algumas pessoas para buscar indicações.

Para garantir que todos os pontos da construção sejam perfeitos, como instalação de rufo parede telhado, consulte portfólios em sites e revistas, bem como referências em associações de arquitetos.

3. Definir suas necessidades

O arquiteto é um profissional habilitado para avaliar terrenos, projetos arquitetônicos, detalhar interiores, criar projetos luminotécnicos, projetar paisagismo, além de cuidar da aprovação da prefeitura e acompanhar a obra.

Ou seja, é alguém que pode prestar serviços variados no setor, por isso, verifique quais são suas necessidades para não contratar além daquilo que é realmente necessário e fazer uma boa negociação.

4. Conhecer o portfólio do profissional

Antes de escolher o arquiteto, descubra qual estilo de construção quer fazer, pois isso ajuda a escolher o portfólio correto.

Esses profissionais trabalham com estilos diferentes de construções, e isso muda os itens utilizados na obra, como no caso de escada de ferro articulada.

Depois de escolher, é fundamental verificar se o profissional possui registro no Conselho de Arquitetura e Urbanismo.

5. Fazer reunião presencial

A reunião presencial é muito importante para conhecer um pouco mais sobre o profissional, antes de tomar a decisão final.

Para que a parceria aconteça, é fundamental que o dono do projeto tenha afinidade com o arquiteto, uma vez que vão conviver por meses.

Durante a reunião, peça para visitar algumas obras feitas por ele, pois isso ajuda a ter uma dimensão melhor da qualidade do que está sendo feito, principalmente se o propósito for contratar o acompanhamento da obra.

6. Exija proposta de serviço

A proposta de serviço é um documento que vai detalhar todas as etapas do projeto, como instalação de box para banheiro alto padrão, data de entrega, valores, entre outros.

O arquiteto precisa discriminar a quantidade de visitas realizadas durante a execução, trazendo mais assertividade para o trabalho que será realizado.

Considerações finais

O projeto arquitetônico residencial é fundamental para que sua obra seja perfeitamente elaborada e atenda a todas as necessidades dos moradores.

Neste artigo, você conheceu um pouco mais sobre esse documento que vai fazer toda a diferença na construção da sua casa, em todos os detalhes.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Actualizado el