Passo a passo para possuir uma horta em casa

horta

Quem gosta de ter temperos sempre fresquinhos e quer esbanjar aromas por todos os cômodos, não pode deixar de ter uma horta em casa. Além de ser um incentivo para o preparo de refeições, também é uma forma de dar vida ao seu lar, com um pouco de verde.

Mesmo se você mora em uma casa ou apartamento pequeno, o cantinho dedicado ao cultivo de ervas não exige um grande espaço. Por esse motivo, todo mundo pode ter uma hortinha, até mesmo dentro da cozinha.

A única exigência é que o local receba, pelo menos, um pouco de sol direto (cerca de 4 horas ao dia). Dessa forma, as plantas irão receber a luz necessária para o seu processo de fotossíntese e, assim, crescer de maneira saudável.

Mas se você tem um espaço mais amplo, vale a pena investir um pouco no paisagismo e jardinagem para ter uma horta bem bonita em seu jardim ou área. Com certeza, você vai sentir a diferença na decoração e no preparo de alimentos.

Resta a dúvida: como preparar esse cantinho? O artigo de hoje pretende responder a essa pergunta, mostrando um passo a passo para possuir uma horta em casa. Acompanhe a leitura!

1 - Comece com a escolha do local

O primeiro passo é escolher o local adequado para iniciar o cultivo da sua horta. Como dito anteriormente, mesmo que você não tenha um jardim ou quintal, dá para construir o seu espaço de cultivo em outras áreas, até mesmo dentro de casa.

Veja em qual cômodo a luz solar é um pouco mais intensa, principalmente nas primeiras horas do dia. Alguns apartamentos, por exemplo, são planejados para o melhor aproveitamento do sol, sendo possível construir uma horta em qualquer cantinho.

Também é importante levar em consideração o espaço disponível para as espécies que deseja cultivar. Avalie qual o melhor modelo e estilo de plantio para a sua casa, permitindo que as plantas cresçam saudáveis.

Algumas possibilidades são:

  • Plantio direto na terra (indicado para quem tem quintal ou jardim);
  • Plantio em vasos, com diversas opções de tamanho;
  • Plantio em embalagens recicláveis, como garrafas pet;
  • Plantio em floreiras, para hortas compactas em pequenos espaços;
  • Plantio em caixas de madeira, como caixotes;
  • Plantio em horta vertical, para melhor aproveitamento das paredes.

Na hora de escolher a opção mais adequada, lembre-se de verificar alguns pontos, por exemplo, se as plantas têm abrigo de gás (caso o plantio for feito na cozinha), se não há risco de infiltração nas paredes, entre outros pontos.

Quem optar por vasos, potes, caixas ou garrafas para plantio, seja em hortas verticais ou horizontais, não pode esquecer de providenciar alguns furos no fundo dos recipientes. Dessa forma, evita-se o excesso de água no solo, que prejudica o crescimento das plantas.

2 - Separe as sementes que deseja plantar

Depois de escolher adequadamente o espaço para plantio, é o momento de iniciar a sua plantação. Aqui, a dica é optar por plantas que podem ser usadas como temperos e condimentos na cozinha, para você “unir o útil ao agradável”.

Além disso, o espaço também influencia muito no tipo de espécie que você irá plantar. Por exemplo, as sementes de capim mombaça somente crescem em solo muito fértil e em áreas amplas. Sendo assim, essa planta é mais indicada para quem tem quintal ou jardim.

Abaixo, separamos dicas de algumas plantas que são comuns em hortas caseiras. Confira!

Hortelã

O hortelã é o queridinho do momento, já que ele pode ser usado para o preparo de diversos alimentos, além de contribuir com o aroma do ambiente e a decoração.

Para plantá-lo, você pode usar mudas ou sementes. É recomendável fazer o plantio em um local sem ventos fortes, pois isso pode prejudicar o crescimento da planta.

Uma dica é colocar uma tela de proteção na sua horta, especialmente quando ela está em um ambiente aberto. Isso ajuda no controle das intempéries que podem causar algum dano às espécies.

Salsinha

A salsinha é outra planta muito cultivada nas hortas em casa, já que ela pode ser usada no preparo de muitas refeições, dando um sabor encorpado aos alimentos.

As sementes de salsinha devem ser plantadas em uma profundidade de até 30 cm, favorecendo o crescimento de raízes. Uma dica é deixar as sementes de molho em água por um dia, antes do plantio, para favorecer a germinação.

Alecrim

O alecrim é uma planta muito versátil e que também contribui no preparo de refeições, decoração e aroma do ambiente.

Assim como o hortelã, ele é plantado por sementes ou mudas. No entanto, no segundo caso, o transporte da muda deve ser feito somente quando o ramo atingir o tamanho de 15 a 20 cm.

Uma grande vantagem do alecrim é a sua resistência ao tempo seco. Por esse motivo, dá para regá-lo de maneira mais espaçada, inclusive com o auxílio de mangueira de irrigação 1 polegada com programador automático.

3 - Mantenha uma irrigação frequente

Após escolher o tipo de planta que deseja cultivar, é preciso tomar alguns cuidados importantes com a manutenção da sua horta em casa.

Além da iluminação, as plantas precisam ser irrigadas com frequência, sendo que a água faz toda a diferença no crescimento das plantas e afeta o desenvolvimento das hortaliças.

Inclusive, a prática da irrigação é fundamental para a manutenção de jardim e demais hortas em casa. A recomendação é regá-las com frequência, mas não em excesso, já que a quantidade abundante de água pode apodrecer as raízes.

Além do mais, a quantidade de água vai depender muito de cada espécie de planta e do local da sua horta. No entanto, é importante avaliar as características dos seus plantios, como presença de folhas amarelas, ramos secos, entre outros.

Se necessário, faça uma análise de solo completa, principalmente para as hortas maiores, para ter mais precisão sobre a quantidade e frequência da irrigação.

4 - Prepare o solo antecipadamente

A preparação da terra para o cultivo também é um ponto importante. Isso vale para qualquer tipo de horta, até mesmo as menores, ou feitas em pequenos vasos. Afinal de contas, o solo irá garantir a alimentação dos nutrientes das plantas.

Hoje em dia, é possível comprar terras totalmente preparadas, com uma boa quantidade de nutrientes. Dessa forma, para quem não tem experiência com cultivo, é uma alternativa válida e que garante o bom desenvolvimento das hortaliças.

Mas quem deseja preparar manualmente o solo precisa procurar especialistas no assunto para saber a quantidade correta de nutrientes, de acordo com as características de cada local. Inclusive, há métodos caseiros para garantir a adubação correta.

Os adubos utilizados podem ser feitos com compostos orgânicos, como esterco de galinha ou gado, húmus e sulfato de amônio; ou com adubos químicos. No entanto, o uso de substâncias orgânicas é melhor para a saúde das plantas.

5 - Faça um controle de pragas

Mesmo as hortas em casa pequenas precisam de cuidados referentes ao controle de pragas. Até porque, a presença de insetos e microrganismos é inevitável, sendo que alguns deles são até benéficos para as hortaliças.

Contudo, há sempre as pragas que atrapalham o crescimento das plantas e podem prejudicar todo o seu plantio. Por isso, além da adubação da terra, aplique alguns inseticidas (em especial, os caseiros e orgânicos) para evitar quaisquer problemas.

6 - Decore e personalize a sua horta

Já que a sua horta em casa fará parte da decoração do ambiente, nada melhor do que investir em uma boa pintura externa dos recipientes das plantas, ou dispor o jardim vertical de uma maneira atraente e harmônica.

Uma dica é buscar por muitas referências, pois elas podem te ajudar a ter uma ideia melhor de como garantir a saúde das plantas e, ao mesmo tempo, ter uma decoração diferenciada.

Para quem quiser realizar o plantio dentro de casa, em jardins verticais, a dica é formar uma verdadeira “parede verde”, sendo uma forma interessante de decoração, além de contribuir com a qualidade do ar nos cômodos.

Os vasos também podem ser personalizados com pinturas, ou com formatos alternativos, dependendo do seu estilo. Aqui, vale a pena esbanjar criatividade, para ter uma horta saudável e personalizada.

Conclusão

Ter uma horta em casa é o desejo de muitas pessoas. Afinal de contas, é muito bom preparar uma refeição e já ter em mãos ingredientes fresquinhos, orgânicos e preparados por você mesmo.

Entretanto, é fundamental adotar alguns cuidados na hora de construir a sua horta em casa. Dessa forma, mais do que garantir o desenvolvimento saudável das plantas, é possível ter um local totalmente decorado e aromatizado, que fará a diferença no seu lar.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

 

Actualizado el