Os preços das casas estão a descer – Será a altura ideal para vender a sua casa?

O ano de 2018 foi o melhor ano para o sector imobiliário desde a crise de 2008. A maioria das casas foi vendida em tempo recorde, criando uma aceleração no mercado. Foi desde 2014, ano em que terminou o programa de resgate da troika em Portugal, que houve uma nova dinâmica no sector imobiliário. A procura aumentou e a oferta diminuiu, fazendo com que o preço das casas disparasse, chegando ao ano de 2018 com um aumento nos preços de 40%.

Previa-se uma mudança destes acontecimentos com a chegada 2019. Essa mudança partiu do aumento da oferta de novas construções. Tal fez com que a classe média alta e alta voltasse a investir em novas construções e abandonasse os investimentos nas casas em 2ª mão.

A falta de oferta de imóveis em 2ª mão para a procura ainda existente, é um motivo de pressão nos preços. Outra razão para o aumento dos preços, deve-se às novas regras impostas em julho de 2018 pelo Banco de Portugal. Houve mais restrições na atribuição de crédito para habitação, e isso levou a que a procura diminuísse e os preços das casas aumentasse.

A celeridade da conclusão das vendas diminuiu. Se em 2018 o tempo de espera da venda de uma casa era de 3 meses, este ano poderá passar para seis meses, de acordo com os dados recolhidos pela Associação dos Profissionais e Empresas de Mediação Imobiliária (APEMIP). Esta mesma associação diz para os proprietários ponderarem bem sobre os preços iniciais dos imóveis, caso contrário, o tempo de espera aumentará para o dobro.

É sabido que, para fixar o preço inicial de um imóvel é necessário ter em conta alguns aspetos relativos à localização do imóvel, às características e à qualidade do mesmo. Portanto, para que a venda seja rápida, deve analisar qual o preço justo do seu imóvel. (siga as 6 dicas fundamentais para vender o seu imóvel rapidamente, aqui).

O agente imobiliário tem um papel de destaque, no que diz respeito a deixar o mercado mais equilibrado. O agente tem a tarefa de consciencializar os proprietários, alertando-os para a importância de os valores iniciais dos seus imóveis serem justos. Só assim conseguirão realizar os negócios de forma célere.

Este ano, acredita-se em descidas de 10% do valor lançado no início do processo de venda. Um bom negócio distingue-se quando se compra barato e se vende mais caro, mas para que isso aconteça neste preciso momento é necessário ter tempo. Saber e poder esperar é uma virtude, na atualidade do sector imobiliário. Alguns especialistas ainda não entendem estas mudanças, como uma descida extrema dos preços dos imóveis. Apenas haverá uma suavização nos preços.

Será a altura ideal para vender a sua casa?

Segundo alguns especialistas do ramo, o mercado ainda não modificou drasticamente. Apenas houve alguma moderação nos valores das casas em 2ª mão. Se porventura, quiser iniciar o processo de venda do seu imóvel, apenas terá de ponderar bem antes de o fazer. Faça uma análise a todos os prós e contras da venda. Peça ajuda a profissionais qualificados, eles conseguirão antever se o seu imóvel será vendido rapidamente ou não.

Se o seu objetivo é lucrar com o investimento que fez numa propriedade, tenha em conta que ao vender o seu imóvel serão tributadas mais-valias. Ao lucro da venda do imóvel terá de subtrair 50% do valor para o IRS. Existem formas de contornar a tributação, como por exemplo, se comprou a casa antes de 1989 ficará isento. Ou se decidiu usar o dividendo da mais-valia na compra de uma nova habitação permanente dentro dos primeiros 36 meses, ficará também isento desta tributação. (descubra mais sobre este assunto, aqui)

Se pondera vender a sua casa, mas não sabe se este será o melhor momento, convidamo-lo a entrar num dos nossos escritórios. Teremos todo o gosto em recebê-lo e aconselhá-lo sobre o futuro da sua propriedade.

Fonte: https://www.casasdobarlavento.pt

Actualizado el