¡Únete!

¡Inscríbete gratis y recibe las mejores ofertas a través de "Territorio Ahorro"!

¡Suscríbete!

Como montar uma horta caseira?

horta

Ter uma horta caseira não precisa ser um sonho distante, esse desejo, de cultivar os próprios alimentos, pode ser realizado seguindo alguns passos que trarão muitos benefícios para a saúde, além de uma melhor qualidade de vida. 

Repleta de vantagens, o cultivo da horta orgânica é uma atividade que chama bastante atenção por promover relaxamento e também um contato direto com a natureza, já que para plantar as folhas, legumes e frutas é preciso colocar a mão na terra. 

E praticamente todo mundo gosta de se alimentar com legumes frescos, que podem ser utilizados na sopa, feijão ou por treinador de cães para alimentar suas crias.

Podendo ser realizada tanto em casas quanto em apartamento, essa atividade não é tão difícil como se imagina e não requer tanto tempo. 

Afinal, basta seguir algumas dicas importantes para que tudo cresça naturalmente. 

Benefícios de uma horta caseira

Nem todo mundo gosta de ir ao supermercado ou enfrentar uma multidão de pessoas na feira de domingo. Mas, para conseguir mantimentos, às vezes é necessário encarar essas situações, principalmente quando se está em busca de alimentos saudáveis. 

Por isso, é cada vez mais comum ver pessoas investindo em um pequeno espaço de casa para plantar aquela hortinha com as frutas e legumes que fazem parte dos pratos do dia a dia. 

Manjericão, tomate, cheiro-verde, alface são apenas algumas das opções que podem ser plantadas e, dessa forma, temperar o arroz, feijão ou qualquer outra receita de pratos prontos gourmet, para receber a família, amigos ou para se deliciar sozinho. 

De acordo com a Organização Mundial de Saúde (OMS), a ingestão de frutas, legumes e verduras é essencial para o bom funcionamento do corpo, por isso, eles recomendam que o consumo desse insumo seja de no mínimo 400 gramas por dia. 

Assim, ter uma horta em casa facilita que esse hábito seja colocado em prática, estimulando também o consumo de alimentos saudáveis, que são importantes para evitar o aparecimento de doenças, como diabetes, colesterol alto e outros distúrbios. 

Além de possibilitar condimentos alimentares, a horta também promove uma outra série de benefícios para o corpo, mente e também para o bolso das pessoas, como: 

  • Terapia para a mente;
  • Ajuda a economizar;
  • Promove a educação alimentar;
  • Maior contato com a natureza.

Todas essas vantagens são o que está motivando as pessoas a buscarem ter uma horta em casa, seja ela pequena ou grande. Afinal, viver bem é o desejo de boa parte da população. 

Terapia para a mente

Problemas tão comuns atualmente como estresse e ansiedade podem ser suavizados por meio do contato com a terra. Colocar a mão no solo e sentir as plantas possibilita uma alívio de sentimentos tão intensos e que fazem mal para o corpo. 

Além disso, ter uma atividade para se dedicar é essencial para desacelerar a mente e conquistar uma boa saúde mental, controlando os diversos anseios que surgem no decorrer do dia. 

Ajuda a economizar

Provavelmente esse tópico é o que motivou muitas pessoas a investirem na criação de uma horta em casa. Com o aumento dos preços dos legumes e frutas, ter em casa esses alimentos de graça é uma ótima forma de cortar gastos. 

Afinal, para manter a horta só é preciso investir em algumas ferramentas, como mangueira corrugada 2 polegadas, que tem uma grande durabilidade. 

Promove a educação alimentar 

O consumo de alimentos orgânicos têm crescido cada vez mais no país. O interesse por esse tipo de alimento ocorre com o desejo da população de viver melhor, evitar doenças causadas pelo agrotóxico e também conquistar um corpo saudável e até fitness. 

Com a horta em casa, é mais fácil manter um controle sobre o que está comendo, pois ter esse contato direto com a terra, sementes e água cria uma conexão que faz o dono da horta sentir mais prazer em comer aquilo que ele mesmo plantou. 

Aliás, a horta em casa acaba estimulando a troca de produtos industrializados por orgânicos. Por exemplo, é possível fazer algodão doce personalizado com as especiarias que foram plantadas na horta.

Maior contato com a natureza 

É claro que se envolver com os elementos da natureza promove uma série de boas sensações, ainda mais para quem mora em cidade grande e está sempre cercado de prédios, carros, asfalto e outros elementos típicos das capitais. 

Assim, ter esse espacinho em casa, que também acaba servindo de decoração, proporciona ao ambiente uma maior leveza.

Como montar uma horta caseira

Antes de comprar pá, luva, conexão de irrigação e outros materiais, é preciso primeiro entender como funciona uma horta, quais são os cuidados necessários para que ela seja saudável e dê os frutos desejados, e também quais passos seguir. 

A primeira coisa depois de decidir ter uma horta é pensar no local em que ela ficará, se será na varanda do apartamento, no quintal de casa, ou no terraço. Escolher um bom lugar é importante para que o que foi plantado cresça saudável. 

Outra opção é apostar em uma mini-horta na cozinha, um lugar que de cara já combina com esse projeto, que dará um toque fresco para o ambiente. 

Porém, a escolha do local não pode ser apenas pela questão do espaço, é importante se atentar para alguns elementos da natureza que são imprescindíveis: como uma boa propagação da luz e calor. 

Para que esses dois fenômenos sejam adquiridos com maior facilidade, especialistas da área indicam que a horta seja feita voltada para o norte, de forma que possa receber os raios solares necessários. 

Após separar o local correto para esse projeto orgânico, chegou a hora de fazer uma lista do que será plantado, quais serão as espécies de plantas escolhidas, pois nem todas as variedades de vegetais combinam. 

Geralmente os mais escolhidos são:

  • Louro;
  • Tomilho;
  • Orégano;
  • Salsa;
  • Cebolinha;
  • Agrião.

Além das hortaliças, como abobrinha, beterraba, alface, espinafre, pepino e diversos outros tipos de legumes e vegetais. 

Porém, para fazer essa escolha é preciso se atentar ao tamanho disponível para as sementes se desenvolverem. Se o local é pequeno, opte pelas ervas e outras plantas que são menores. Mas, há um bom espaço, pode se jogar nos legumes que são maiores.

Depois, é o momento de comprar ou separar os recipientes em que as sementes serão cultivadas. As melhores opções do mercado são as jardineiras, os canteiros e também os vasos pequenos, que promovem uma melhor otimização do espaço. 

Com esses recipientes em mãos, é preciso observar bem para ver se há furos, que são muito importantes para a drenagem da água. Esse escoamento promove um melhor enraizamento das plantas e que elas também entre em estado de putrefação. 

O próximo passo é o plantio, uma etapa que precisa de bastante atenção e de terra e composto orgânico, para cobrir o recipiente em que estão as sementes. Esse objeto deve ser colocado em um buraco que será coberto pelo adubo.

Após todo esse processo, não é apenas esperar que as plantas cresçam. É essencial realizar cuidados diários, como regar o local e verificar o adubo, que pode se tornar ainda mais potente quando misturado com lascas de casca de ovo limpas.

Quando as sementes brotarem e finalmente se desenvolverem, inicia-se um novo ciclo, que é o da poda das folhas que estão mortas ou apodrecidas, situação que pode ser evitada com o uso da citronela, que funciona como um inseticida natural. 

Seguindo todos esses passos, é muito provável que os vegetais cresçam saudáveis e bonitos, prontos para serem consumidos em casa ou até mesmo vendidos para aquelas franquias de sucesso de restaurantes orgânicos. 

O importante é sempre se manter atualizado por meio de dicas, artigos, vídeos ou qualquer outra forma de informação que tenha conteúdos relevantes sobre plantas, vegetais e horta residencial. 

Estudar a área acaba promovendo um melhor entendimento das necessidades da horta, evitando que as sementes não se desenvolvam e que as plantas morram. 

Considerações finais 

Sendo assim, ter uma horta caseira é um grande benefício. Além de proporcionar um menor gasto com legumes, verduras e até mesmo frutas, essa prática orgânica ainda estimula o desenvolvimento de uma vida saudável, evitando o surgimento de doenças. 

Por meio da horta também é possível ter boas isca para pegar peixe, ter mais contato com a natureza e acalmar a mente.

Portanto, os cuidados que esse projeto necessita é similar a uma terapia ocupacional, pois promove a suavização da ansiedade, depressão e estresse.

Assim, a horta orgânica exerce um grande papel medicinal, econômico e terapêutico, promovendo uma melhor qualidade de vida, com o consumo de alimentos frescos, sem agrotóxicos e com bastante nutrientes.  

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

 

Actualizado el