Saiba como investir em imóveis no exterior

investir no exterior

Investir em imóveis no exterior é o sonho e o objetivo de muitas pessoas. Não apenas para ter um local exclusivo para se hospedar quando viajar para outro país, mas também para obter lucros.

O investimento em um imóvel é visto como um dos mais seguros do mundo. As chances de ter prejuízo são muito baixas, pois trata-se de um bem que se valoriza com o tempo e que pode ser usufruído de muitas maneiras.

Você pode comprar uma casa ou apartamento em outro país para viver depois que se aposentar, ou então para fazer locações por temporada, alugar para outros moradores ou, ainda, ter uma garantia em caso de imprevistos financeiros.

O fato é que, se isso já é vantajoso no Brasil, lá fora é ainda mais, principalmente tendo em vista que algumas moedas estrangeiras são mais valorizadas. Imagine, por exemplo, receber o valor de um aluguel em dólar ou euro?

É claro que esse investimento é acessível para poucos, mas quem pode praticá-lo não deve perder tempo e começar a considerar essa hipótese o quanto antes.

Pensando nisso, neste artigo, vamos explicar as vantagens de investir em um imóvel no exterior, como adquiri-lo e de que maneira você pode se beneficiar. Confira!

Vantagens de investir em imóveis no exterior

As seguidas crises econômicas e políticas no Brasil têm interferido muito no preço dos imóveis e no valor do aluguel. Isso tem levado muitas pessoas a procurarem outras alternativas, e os investimentos em imóveis no exterior estão crescendo muito.

Para se ter uma ideia, entre 2007 e 2015, esse tipo de aquisição cresceu mais de 200% entre os brasileiros.

Compras e reformas de casas no estrangeiro têm atraído os brasileiros por conta de diversos fatores, como a ausência de burocracia.

O preço também é outro fator de peso, uma vez que em algumas cidades o m2 é mais barato do que em algumas cidades do Brasil.

Então, considerando este aspecto e a retração do mercado imobiliário brasileiro, chegou o momento de pensar seriamente nessa aquisição. Para te convencer, vamos mostrar algumas das principais vantagens, entre elas:

  • Preço;
  • Estabilidade;
  • Juros menores e menos burocracia;
  • Maior valorização do imóvel.

A começar pelo preço, que é uma das partes que mais interessa, não é mesmo? Afinal, é o seu dinheiro e o quanto você vai pagar que está sendo colocado em xeque.

Algumas cidades do mundo, principalmente as norte-americanas, chamam mais a atenção dos investidores de imóveis por conta do preço. Elas são expressivamente mais baratas do que o valor a ser pago aqui no Brasil.

Mesmo em cidades turísticas do exterior, os imóveis saem muito mais baratos do que nas cidades turísticas brasileiras.

Muitas pessoas sonham em aplicar seu dinheiro no exterior de alguma forma, e ao invés de comprarem um imóvel e investir em serviços de demolição para melhorá-los, acabam optando pela compra de ações.

Este é um investimento de alto risco, visto que as alterações cambiais ou os instrumentos usados para intermediar as negociações de ativos de empresas estrangeiras em território nacional são muito voláteis por conta do mercado.

A compra de um imóvel em países estáveis economicamente utiliza a moeda deles, que são sinônimos de lucros e garantias financeiras, principalmente quando nosso país passa por uma crise econômica.

É uma forma de fugir da instabilidade do mercado nacional e investir no setor imobiliário estrangeiro que está cada vez mais forte.

O financiamento internacional também tem juros menores e é menos burocrático. No Brasil, os juros do crédito imobiliário raramente estão abaixo de 10% ao ano, além de acarretar em muita burocracia para o comprador.

Por outro lado, o financiamento de imóveis com divisória vidro e outros elementos modernos é mais simples, barato e possui menos trâmites, mesmo para os estrangeiros.

Em outras palavras, comprar uma casa ou apartamento financiado no exterior sai muito mais barato do que no Brasil. Para se ter uma ideia, nos Estados Unidos, os bancos arcam com 70% do valor do bem, com juros muito mais baixos.

O comprador precisa apenas se atentar aos documentos exigidos, para agilizar o processo de compra. Dentre eles:

  • Cópias dos últimos contracheques;
  • Cópia de passaporte com visto;
  • Comprovante de valor de entrada;
  • Cópia IRPF (Imposto de Renda) dos últimos 3 anos;
  • Cópia dos três últimos extratos bancários.

Além desses documentos, também é necessário comprovar que não possui pendências financeiras no Brasil, ou seja, a ausência de registro nos órgãos de proteção ao crédito.

Depois disso, as instituições financeiras têm um prazo para aprovar o crédito e estipular um prazo para pagamento do financiamento, que varia de 15 a 30 anos.

Após providenciar todos os documentos e comprovar qualquer outra solicitação, como o aluguel de endereço fiscal, outra vantagem que deve ser mencionada é o fato de que os imóveis nos exterior se valorizam bastante com o tempo.

Além de você pagar mais barato, a valorização é muito maior, principalmente se formos analisar as seguidas quedas nos preços dos imóveis brasileiros.

Mesmo após a recessão que afetou diversas nações pelo mundo em 2008, países como os americanos vêm se destacando em um cenário de recuperação, chegando à impressionante marca de 20%, inimaginável em território nacional.

Como investir em imóveis no exterior?

Agora que você já conhece todas as vantagens desse investimento, chegou o momento de mostrar a você tudo o que precisa fazer para iniciar seu investimento, como em um passo a passo.

Em primeiro lugar, é necessário ter um passaporte válido e com visto de turista. Feito isso, entre em contato com uma consultoria imobiliária experiente.

Ela precisará realizar todos os trâmites necessários para que você compre com segurança a sua casa com deck de piscina no exterior. Isso garante a rapidez dos trâmites jurídicos e a diminuição de riscos.

Em casos de financiamento, é necessário comprovar renda, por meio de declarações do Imposto de Renda e extratos bancários. No que diz respeito a isso, é necessário que o comprador apresente uma aplicação de seu banco no Brasil, devidamente preenchida.

Também é necessário enviar uma carta de referência do banco no idioma no país onde será comprado o bem, mencionando dados como nome, endereço, saldo e data de abertura da conta.

Para pessoas com trabalho registrado, é preciso providenciar uma carta de referência do empregador, com nome, endereço, data do vínculo empregatício, remuneração e cargo.

Para quem possui negócio próprio, como no caso dos profissionais que trabalham com cartão de visita arquiteto, é necessário enviar uma carta de referência do contador no idioma do país do imóvel, natureza do negócio, endereço, faturamento etc.

Ainda é necessário providenciar uma cópia do comprovante de endereço do comprador aqui no Brasil, como conta de água e luz, além de uma lista de ativos e abrir uma conta bancária no país de compra.

Nos Estados Unidos, por exemplo, não é obrigatório abrir uma conta, no entanto, trata-se de um procedimento simples e que ajuda a economizar as tarifas e taxas na hora de transferir os valores de compra.

Benefícios de comprar imóveis no exterior

Comprar um imóvel e melhorá-lo por meio de vários recursos, como automação de casa, é muito benéfico para quem faz esse tipo de investimento.

Um deles é ter um lugar para se hospedar toda vez que for viajar. Nós sabemos que um dos maiores gastos em uma viagem no exterior é a hospedagem em hotéis e pousadas.

Você pode comprar uma casa em qualquer lugar do mundo e ter muito mais conforto e privacidade toda vez que for viajar. Além disso, fica muito mais fácil entrar no país para quem possui imóvel próprio.

Ter um apartamento no exterior não garante um visto de permanência, mas facilita e muito conquistá-lo, uma vez que você possui um bem de grande valor por lá.

Da mesma maneira, é uma excelente maneira de ter uma renda extra. Se o comprador fez a entrega de documentos e teve a compra aprovada, tanto à vista quanto financiada, poderá usufruir do imóvel como quiser.

Você pode alugá-lo para temporadas ou por meio de um aluguel fixo e ter um rendimento acima do esperado, principalmente se o imóvel estiver localizado em um país de moeda supervalorizada, como o dólar ou o euro.

Considerações finais

A compra de imóveis é considerada um investimento conservador e muito seguro. Não tem erro quando se trata de investir em um bem como este, pois ele sempre vai se valorizar mais com o passar do tempo.

Isso é ainda mais vantajoso quando falamos dos imóveis no exterior, que estão inseridos em um mercado e em uma economia muito mais estável e segura.

Se você quer comprar uma casa ou apartamento fora do Brasil, saiba que tem planos inteligentes e que vão te trazer muitas vantagens e segurança financeira para o resto da vida.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

 

Actualizado el