Saiba quais são os principais indicadores do presenteísmo em uma empresa

presenteísmo

A gestão de pessoas foca em manter profissionais sempre produtivos e otimizar resultados de um negócio. Porém, os gestores esbarram em problemas como o presenteísmo e o absenteísmo. Neste artigo, vamos falar sobre os principais indicadores do presenteísmo e o que pode ser feito para reverter os impactos negativos que esse conceito traz para uma empresa.

Hoje em dia, existem milhares de distrações que podem desviar o foco dos profissionais, incluindo não só as notificações de redes sociais como também problemas pessoais e o descontentamento com o resultado do seu próprio trabalho. Os gestores precisam estar bastante atentos a estes aspectos para lidar com o presenteísmo da melhor forma possível.

O que é presenteísmo?

O conceito de presenteísmo representa a figura de um colaborador que está presente, bateu ponto e está na empresa, mas na verdade está com os pensamentos bem longe. Sabe quando os funcionários ficam torcendo para que o expediente termine? Então, essa é uma clássica ação de presenteísmo.

Em outras palavras, o colaborador está ausente, mesmo que esteja presente. Ele não está envolvido com os trabalhos da empresa. E isso pode acontecer por conta de problemas pessoais, problemas de saúde e outros fatores que distraiam a sua atenção.

Se isso acontece muito na sua empresa, é sinal de que o clima organizacional não está bom, que os profissionais não estão motivados ou que estão deixando problemas de fora afetarem as suas rotinas.

Exemplos clássicos de presenteísmo

Separamos dois exemplos clássicos de presenteísmo para que vocês entendam melhor do assunto. O primeiro exemplo é quando um funcionário está correndo para finalizar as tarefas do dia e ficar sem pendências para o dia seguinte ou ficar mais tranquilo no fim de semana porque ele tem uma viagem ou um jantar marcado, por exemplo.

Neste caso, pela correria para acabar tudo a tempo e não ter de fazer hora extra ou acumular trabalho, ele pouco se preocupa com a qualidade do que faz, está apenas tentando se livrar das tarefas incumbidas a ele.

Em outro exemplo, podemos citar aqueles funcionários que trabalham no “piloto automático”. Sabe quando existem profissionais que você percebe que está fazendo algo por fazer?

Então, estes estão em piloto automático, ele não está envolvido com o trabalho, apenas o realiza porque precisa e isso aumenta as chances de erro e retrabalho, além de diminuir a qualidade da produção.

Quais são os principais indicadores de presenteísmo?

Os gestores são os responsáveis por identificar um presenteísmo forte em suas equipes. E para isso, existem dois indicadores principais para ficar de olho, confira quais são eles abaixo:

Queda de produtividade

A queda de produtividade é o principal sinal de presenteísmo. E esse indicador pode ser medido de uma forma simples. Se o colaborador está deixando de cumprir prazos de entrega, passa muito tempo no celular ou nas redes sociais durante o trabalho ou dá várias pausas longas durante o serviço, ele terá uma queda de produtividade cada vez mais acentuada.

Dessa forma, o gestor terá facilidade em identificar que o colaborador não produz mais como produzia, nem em quantidade e nem em qualidade. Esse é um dos indicadores mais precisos de presenteísmo.

Distanciamento das questões da empresa

Outro fator importante para identificar o presenteísmo é notar quando os colaboradores se distanciam das questões que envolvem a empresa. Como por exemplo, se o gestor apresentar um novo projeto durante uma reunião e sentir que há colaboradores que não estão opinando, não se mostram animados, estando muito dispersos.

Também é possível identificar isto quando o colaborador se isola, ele fica mais quieto durante o horário de trabalho. Ele evita se comunicar com outros membros da equipe ou então se torna menos receptivo, sendo mais agressivo no dia a dia. Esse indicador também ajuda a identificar o presenteísmo de forma clara.

Como combater o presenteísmo na empresa?

A função dos gestores é identificar e reverter o presenteísmo nas empresas. Isso será essencial para ganhar em produtividade e resultados. Abaixo, separamos algumas dicas de ações que podem ser tomadas para combater este problema, confira:

Feedback constante

Adote uma política de troca de feedback frequente com seus colaboradores. Dessa forma, você abre espaço para ajudá-los em questões relacionadas ao trabalho e entender melhor outras questões pessoais. Podendo então tomar as atitudes certas para manter o funcionário motivado.

Plano de carreira

Montar um plano de carreira também é importante para manter os colaboradores motivados. Ao entrar na empresa, os profissionais precisam ter a noção de que o negócio possui um plano de carreira estruturado e com bastante trabalho, todos podem crescer dentro da organização.

Benefícios flexíveis

Depois de colher o feedback dos colaboradores, você terá uma ideia mais precisa das necessidades de cada um. Então, em um segundo momento, você deve pensar em benefícios flexíveis, oferecendo benefícios que estejam alinhados com essas necessidades. Essa é uma forma de mostrar que você se preocupa com o bem-estar de todos os colaboradores.

E aí conseguiu entender como o presenteísmo acaba afetando negativamente a produtividade de um negócio? Acredito que com as nossas dicas, você terá facilidade para identificar e combater esse problema em sua empresa.

Actualizado el