Horta em apartamento: O que plantar e quais cuidados devo ter?

Horta em apartamento

Extremamente comum nos dias atuais, a horta em apartamento tem sido um grande chamariz para aqueles que gostam de um ambiente mais agradável e até mesmo para pessoas que não conheciam a prática. 

Diferente do que muitos indivíduos imaginam, morar em um apartamento não significa que você nunca mais poderá cultivar suas plantas, muito pelo contrário. Elas estão em alta e vêm dando o que falar, sendo utilizadas também para decorações urbanas.

Tanto as pequenas hortas quanto as plantas conseguem dar um charme próprio ao ambiente que ocupam, podendo ficar debaixo da sua janela com persiana romana, no caso das plantas, e em um espaço pequeno como uma varanda, por exemplo.

Além de outras características que melhoram a nossa saúde em geral, deixando o ar mais puro e limpo, melhorando e diminuindo um pouco a temperatura ambiente, além de trazer energias positivas e trazendo melhoria acústica para o apartamento.

Porém, nem tudo são flores quando pensamos que devemos ter uma rotina e um pequeno intervalo de tempo que será dedicado unicamente para os cuidados da horta, esteja ela em uma caixa de madeira quadrada ou em outro espaço maior.

É sobre isso que trataremos no decorrer deste texto. Algumas dicas e cuidados que são necessários para ter uma horta saudável, organizada e, tão importante quanto, ensinar você sobre o que plantar nesse pequeno espacinho verde em seu lar. 

Escolhendo o que irá plantar

De nada adianta ter tudo preparado e na ponta do lápis se não se tem ideia do que será plantado. Essa decisão pode afetar o modo como você cuidará da horta, a quantidade de esforço investido e até mesmo o dinheiro gasto com todas as sementes e equipamentos.

Seja para quem vende bolo caseiro classico ou trabalha em uma multinacional, a verdade é que algumas reflexões devem ser feitas antes de criar a sua própria horta, como:

  • Quanto tempo tenho disponível?;
  • Em qual lugar do apartamento irei colocar?;
  • Que tipo de horta irei cultivar?;
  • Quais os cuidados necessários?

Todas essas perguntas serão respondidas ao longo desse artigo, porém, saiba que é mais fácil do que parece e é muito provável que você acabe gostando da experiência. Afinal, os cuidados vêm acompanhados de alguns benefícios, que falaremos mais a frente.

No entanto, o que importa agora é entender e saber o que deve ser plantado e o que é bom evitar, pelo menos em um primeiro momento, principalmente se essa é a primeira horta que você cultivará. 

Portanto, prepare o seu regador, sua pá para conhecer quais plantas que se adaptam ao apartamento.

Não precisa ser nenhum apartamento luxuoso ou que ofereça alimentacao corporativa almoço, mas algumas plantas em específico se adaptam melhor ao ambiente de apartamento do que outras.

As mais comuns são algumas ervas aromáticas e temperos, principalmente pelo fato de você conseguir utilizá-las em suas refeições. Muitos paisagistas recomendam e dizem que é uma ótima sensação preparar algo e usar um tempero ou erva de sua própria horta.

Para tal, você pode aderir ao manjericão roxo e verde, cebolinha, alecrim, salsinha, hortelã, pimenta, orégano, coentro e tomilho, por exemplo. Todas essas são muito bem-vindas, e certamente te darão uma ótima primeira experiência.

Conhecendo os tipos de horta

Embora o serviço de impermeabilizacao de jardim grande seja muito útil para diversos momentos e ações nos setores de paisagem e jardinagem, utilizaremos algo menos potente para a criação da horta para apartamentos.

Podemos dizer que, para criar a sua própria horta, é necessário seguir alguns passos que não são desafiadores e nem difíceis, requerem apenas atenção e o devido cuidado de sua parte, como uma tomada de decisão e disposição de um período de tempo.

Decida qual tipo de horta você terá em casa, afinal, esse é o pré-requisito antes mesmo de falarmos sobre o primeiro passo. Saiba que existem diversos estilos e que você pode ter o seu próprio, podendo ser cultivada em cima de um balcão ou na varanda do apartamento.

Vasos suspensos

Embora a ideia de toda uma estrutura metalica cobertura seja bastante atraente, o foco aqui são pequenos vasos que podem ser pendurados nos tetos ou nas paredes, servindo de recipientes para a sua horta caseira.

A vantagem dessa prática é que você pode posicionar os vasos pela sua casa, servindo tanto como uma horta quanto como uma bela decoração para o seu apartamento, dando aquele charme natural que precisamos em um ambiente urbano.

Horta vertical

Seja você um vendedor de argila capilar verde ou analista de dados, a escolha de uma horta vertical em seu apartamento pode ser a diferença entre melhorar a sua rotina estressante de trabalho e até mesmo te causar algum conforto no fim do dia.

Podendo ser criada a partir de vários materiais, esse tipo de horta pode ser colocado na parede de sua cozinha, sala, quarto, varanda ou até mesmo em alguma outra área que ache mais adequada, mesmo que dê um pouco mais de trabalho para organizar.

Prateleiras, caixotes, vasos pendurados por arames fixos em uma sacada... são diversas as possibilidades. O segredo é escolher um lugar bem iluminado e com boa ventilação para o desenvolvimento da horta.

Como cuidar da sua própria horta

Logicamente que os cuidados diários e a longo prazo que você deve ter com a sua horta são importantes, afinal, estamos falando de seres vivos que precisam de água, luz do sol, um ambiente fresco e agradável para prosperar e crescer.

Diferentemente de nós, seres humanos, que quando nos alimentamos demais fazemos uma dieta facil para emagrecer, as plantas podem morrer caso as regarmos demais, por exemplo. Portanto, tire um tempo para cuidar e saiba os momentos certos para regá-la.

1 - A luz solar é de extrema importância

Como mencionado anteriormente, a luz solar é um dos requisitos para o bom desenvolvimento das suas plantas. Além de precisarem dela para sobreviver, o sol ajuda a manter o ambiente ideal para que elas cresçam.

As plantas realizam um processo próprio para se alimentar chamado fotossíntese, onde através de água e luz solar, liberam oxigênio na atmosfera. Então, ter em mente que é necessário haver  um lugar onde elas consigam fazer tal processo é importante.

2 - Regue suas plantas, mas com moderação

Novamente, outro ponto que já foi mencionado no decorrer do texto, mas sempre é bom relembrar e expor a sua importância, principalmente quando estamos falando de seres vivos como as plantas que precisam de água, assim como nós, para sobreviver.

Também utilizam água para realizar o seu processo de fotossíntese e conseguirem se alimentar. Porém, cabe aqui o cuidado de não encharcar o vaso ou local onde a horta está e acabar afogando a planta.

Quando for regar, molhe a terra até que a sua superfície escureça, mostrando que o vaso está regado e que ainda tem uma reserva ideal para o restante do dia. Caso acabe alagando o recipiente, tente tirar a água superficial para tentar ajudar a planta.

3 - Procure sempre renovar o adubo

Para quem não sabe, o adubo consiste em uma prática agrícola que busca recuperar a fertilidade do solo e conservá-la. Procure em casas pecuárias ou especializadas em produtos agrícolas e compre o tão conhecido adubo de minhoca.

Então, após plantar em meio a terra e o adubo, procure virar a terra a cada quatro meses, aproveitando todo o adubo. O ideal é trocar o adubo entre oito meses e um ano.

4 - Lembre-se de retirar as folhas secas

É essencial verificar se as folhas da sua pequena horta não estão danificadas ou com algum sinal de pragas, principalmente por essas terem o poder de dizimar a sua plantação que está sendo cuidada com tanto zelo e afeição.

Usar inseticidas é uma boa alternativa, no entanto, opte por utilizar os naturais, principalmente se for se alimentar depois, afinal, é muito melhor se alimentar de algo que é cultivado de forma natural.

Considerações finais

Agora que você já entendeu quais os cuidados necessários para cultivar a sua própria horta em seu apartamento, fica mais fácil de entender quais as formas de inovar dentro de sua própria casa e como fazer com que tudo fique harmonicamente bonito e funcional.

Há várias fotos e exemplos que também podem ser vistos na internet e talvez sirvam de guia para você criar o seu próprio estilo, ou mesmo como uma referência de como adaptar ao seu ambiente com a exatidão da ideia pesquisada.

O importante é começar a praticar e exercer tal tarefa pois, além de prazerosa, pode ser extremamente benéfica para os moradores de seu apartamento, bem como um ótimo hobby.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

 

Actualizado el