Ferro de Passar: a seco ou a vapor?

ferro

O ferro de passar é um item que atrai muitas dúvidas, ainda que seja um eletrodoméstico muito comum e um dos mais usados pelas pessoas.

Normalmente, por ser um trabalho exaustivo, as pessoas acabam deixando a roupa acumular para passá-las todas de uma só vez. Entretanto, isso nem sempre é aceitável. Um uniforme de creche infantil, por exemplo, deve estar sempre passado.

Entretanto, você precisa saber qual ferramenta utilizar e de que forma para conseguir o melhor resultado com suas roupas. Os modelos mais comuns são o ferro a seco, o ferro a vapor e o vaporizador.

Cada um tem algumas peculiaridades que os tornam únicos, e você precisa saber qual deles mais se adequa a sua rotina para conseguir fazer uma boa escolha na hora da compra e aproveitar melhor este momento. 

Por isso, acompanhe a leitura deste artigo para saber mais!

Benefícios do ferro a seco

Estes modelos são mais tradicionais, e foram criados em meados do século XIX. O princípio de funcionamento dos ferros a seco é bastante simples. A base é aquecida de alguma forma, e o calor permite que você elimine dobras e amassados das roupas.

Atualmente, estes ferros contam com o apoio da energia elétrica para acionar uma resistência que gera o calor para o ferro, possibilitando que em alguns instantes ele esteja pronto para o uso.

Até mesmo uma sacola tecido pode ser passada com o ferro a seco, dando a ela um ar renovado e mais elegante para a utilização.

Além disso, ferros mais modernos possuem um termostato. Este elemento é fundamental para que você consiga manter a temperatura sempre constante. Isso evita o superaquecimento da ferramenta, o que garante a qualidade dele.

Ainda, existem tecidos mais ou menos sensíveis ao calor, e o termostato permite que você estipule os limites que o eletrodoméstico irá alcançar. Assim, consegue passar muito mais roupa com qualidade.

O ferro a seco é ideal para passar qualquer tipo de roupa, e com o avanço da tecnologia, ele tem recebido uma série de melhorias.

O design tem ficado mais anatômico, possibilitando mais fluidez na passada, enquanto o equipamento em si tem ficado mais leve.

Esses recursos são fundamentais para esta ferramenta, uma vez que torna o trabalho repetitivo de passar roupas muito mais fácil e menos cansativo.

Quando você cria uma lembrancinha de maternidade diferente, como uma camiseta, por exemplo, é importante pensar se ele pode ser passado com um ferro comum, para facilitar para seus convidados.

Além disso, outros avanços ajudam a controlar melhor a temperatura e trazem mais segurança para a ferramenta.

Saiba mais sobre os ferros a vapor

Os ferros a vapor são considerados uma evolução dos modelos a seco. A principal diferença nestes casos é que o aparelho possui um compartimento onde você pode colocar água. Esta água então é aquecida e transformada em vapor.

O vapor é expelido pelo equipamento em pequenos orifícios espalhados pela base do ferro. O efeito desse tipo de ferramenta é tornar as roupas mais maleáveis. Isso significa que elas se tornam mais fáceis de passar.

Você pode colocar o ferro em uma rede proteção especial na tábua de passar para conseguir movimentar a roupa, garantindo assim uma melhor utilização do ferro.

Além disso, as chances de queimar roupas com o ferro quente diminuem com a distribuição do vapor pela base do aparelho. Dessa forma, você conseguirá usufruir melhor do eletrodoméstico, sem receio de prejudicar suas roupas.

Estes modelos costumam ser bem mais leves, e a única desvantagem é que demoram mais tempo para serem aquecidos. Essa demora, entretanto, acaba sendo compensada pelas vantagens de utilizar a ferramenta a vapor.

Conheça o vaporizador

O vaporizador é um equipamento bem mais recente, que oferece uma proposta diferenciada. Trata-se de um mecanismo com uma bomba de água, que aquece e gera vapor para ser dispensado em um suporte.

Este eletrodoméstico é ideal para roupas que já foram passadas. Isso porque, muitas vezes, as roupas amassam enquanto estão guardadas em armários e guarda-roupas, e requerem uma atenção mais imediata, embora mais simples.

Uma das principais vantagens do vaporizador é que além de alisar suas roupas ele também tem uma série de benefícios, como a remoção de odores e eliminação de germes.

O vapor em alta temperatura é uma excelente maneira de deixar limpo e novo uma peça de roupa. Em casos de cenografia de palco, por exemplo, as peças devem ser arrumadas de maneira rápida, tornando essa a melhor opção.

Uma das principais vantagens deste modelo é que você pode passar as roupas sem tirar do cabide. Para um funcionamento adequado dos ferros de passar, independente do modelo, é fundamental colocar a roupa em uma tábua de passar.

Já o vaporizador, pela potência do jato de vapor, tem a capacidade de alisamento de fibras e tecidos, sem que você precise de uma base quente para mantê-lo sem amassados. O vaporizador neste caso faz o trabalho rapidamente, ajustando a peça.

Além disso, por não ter um exercício de força em cima da peça, o vaporizador é fundamental para peças delicadas, sobretudo as que possuem bordados ou pedrarias. Isso porque as chances de danificar a peça são muito menores.

Como passar suas roupas?

Para conseguir ter roupas bem passadas e com qualidade impecável, é primordial que você compreenda alguns detalhes importantes na hora de fazer o processo.

Dessa forma, saberá exatamente o que deve fazer e como, conseguindo roupas bem passadas.

1 - Leia a etiqueta

Além de detalhes como uma fita de cetim personalizada em uma peça de roupa que deve ser removida antes de passar, é preciso ficar atento às informações da etiqueta.

A etiqueta de uma roupa diz muito mais do que a marca ou o tamanho. Existem diversos símbolos importantes na parte de trás de uma etiqueta, que devem ser levados em conta no processo de limpeza.

Dentre as informações, você pode encontrar:

  • Secar somente à sombra;
  • Não usar alvejante;
  • Não passar;
  • Passar em uma determinada temperatura;
  • Entre outras.

Além de identificar como a lavagem pode ser feita, e se há alguma restrição de produtos que serão utilizados na hora de limpar a roupa, existem informações importantes sobre a temperatura e o tipo de ferro que pode ser passado nesta peça.

Conhecer as informações da etiqueta é fundamental se você possui um projeto de loja de roupa, uma vez que seus clientes constantemente perguntarão esse tipo de informação.

Alguns tecidos são extremamente frágeis, e não devem ter o ferro passado por elas. Dessa forma, você garante mais durabilidade para suas roupas. Outras podem ser passadas utilizando somente um vaporizador.

Quando você consegue identificar a temperatura básica, pode manter com o auxílio de um termostato, mas o ideal para uma boa passada é começar com a temperatura baixa e aumentar até que as rugas da roupa comecem a sumir.

2 - Verifique a limpeza

Este é um detalhe importante, que pode prejudicar suas roupas se você não tiver atenção. Isso porque passar o ferro quente em uma mancha pode ser um ponto final na peça. Existe a chance de a peça ficar sem recuperação depois desse tipo de ação.

Por isso, é fundamental que você pense em formas de verificar se a limpeza efetuada na roupa foi bem realizada. Pode ser que o removedor de manchas não tenha promovido um bom resultado, causando problemas na hora de passar, se não tomar cuidado.

Lave quantas vezes julgar necessário, até ver que a mancha não é mais visível, e só então inicie o processo de passar a roupa. Dessa forma, você tem muito mais tranquilidade para conseguir deixar a roupa perfeita.

3 - Atente-se aos detalhes

Diversas roupas possuem detalhes especiais que devem ter uma atenção própria na hora de passar o ferro. 

Camisas sociais, por exemplo, precisam de uma atenção especial ao colarinho, para que ele fique desamassado e com uma aparência mais elegante.

A região dos ombros também possui alguns cuidados especiais, sobretudo em roupas com ombreiras. Neste caso, o ideal é colocar a roupa na parte mais fina da tábua de passar, para a pressão do calor fazer efeito na passada de ferro.

Outro elemento que é comum em camisas sociais é o punho. No caso de camisas de manga comprida, é importante que você faça a passada de ferro com cuidado para garantir que está conseguindo aplicar o resultado correto.

Nos punhos, normalmente eles possuem botões que podem ser danificados com o calor excessivo do ferro. Neste caso, o ideal é passar o equipamento por dentro da manga, evitando o contato direto do ferro com o botão.

Peças sociais costumam ser mais difíceis de passar, pois requerem muitos detalhes. Os vestidos de festa possuem uma série de elementos que podem ser prejudicados com o calor do ferro, como pedrarias e vincos.

Para estas peças, o ideal é manter a utilização apenas do vaporizador. Mas se você não tiver esta opção, pode utilizar o ferro, desde que seguindo todas as informações necessárias e aproveitando a ordem correta para melhorar a condição do produto.

Além disso, caso continue achando muito difícil passar esse tipo de roupa, você sempre pode contar com um ferro de passar profissional, levando até uma lavanderia e solicitando o serviço.

Considerações finais

Passar roupas é um processo que muitas pessoas evitam durante um tempo, e acabam acumulando roupas para organizar e passar. Entretanto, esse processo acaba nos fazendo perder a paciência e, neste momento, você pode acabar danificando suas roupas.

Por isso, é essencial conhecer os tipos de ferro e saber qual deles utilizar em cada situação, garantindo que suas roupas continuarão apresentando sua qualidade por muito tempo.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

 

Actualizado el