¡Únete!

¡Inscríbete gratis y recibe las mejores ofertas a través de "Territorio Ahorro"!

¡Suscríbete!

Como utilizar a cromoterapia na decoração?

cromoterapia

A cromoterapia é um estudo que pode ser aplicado em várias necessidades, podendo influenciar até mesmo no humor e na saúde física e mental de uma pessoa.

Essa ciência também pode ser aplicada na decoração, uma vez que as cores dizem muito sobre as características e preferências do morador, e ainda desperta sensações em quem vive no imóvel.

Sabemos que escolher as cores dos móveis e objetos decorativos é algo muito particular, mas é importante lembrar que as tonalidades têm uma forte influência no humor.

Inclusive, a cromoterapia já foi reconhecida até mesmo pela OMS (Organização Mundial da Saúde) no ano de 1976, e na época, o objetivo era melhorar o quadro de pacientes que não receberam prescrição de medicamentos.

A maneira como usamos as cores pode causar diversos efeitos, mas quando se trata de decoração, o objetivo é trazer bem-estar, conforto e aconchego, e as tonalidades escolhidas podem atrapalhar ou ajudar nesse sentido.

Pensando nisso, neste artigo vamos explicar o que é cromoterapia, como pode ser usada na decoração, além de explicar um pouco sobre o significado das cores em casa. Confira!

Cromoterapia: qual o conceito?

A cromoterapia é uma ciência que estuda o uso das cores de modo terapêutico, ou seja, para estimular a cura de doenças e ajudar a reequilibrar a saúde física e emocional dos pacientes sem o uso de medicação.

Foi desenvolvida no século 18 pelo cientista alemão Johann Wolfgang von Goethe, que conduziu uma pesquisa a respeito do assunto e concluiu que o uso correto das cores em um ambiente possui um efeito positivo.

Por exemplo, enquanto o vermelho estimula a energia, o azul suaviza, o amarelo traz sensação de alegria e o verde ajuda um indivíduo a relaxar.

Hoje em dia, pessoas e empresas, como uma clínica de sessão acupuntura particular, usam a cromoterapia em seus projetos de decoração, mas a prática só chegou ao ocidente no século 19.

Além disso, a cromoterapia está relacionada com as 7 cores do espectro solar, e costuma-se usar uma lâmpada de 25 watts no tratamento, posicionada a 5cm da pele, por cerca de 3 minutos.

Trata-se de uma terapia que possui muitos críticos na comunidade científica, e que alegam que os efeitos da cromoterapia são placebo, algo muito importante na cura dos pacientes.

Assim como costuma ser relacionada a algo esotérico, como no caso do Feng Shui, astrologia e cristais. Mas tirando essas questões do foco, o fato é que as cores trazem sensações e, por isso, precisam ser bem aplicadas em um projeto de decoração.

A cromoterapia como decoração

As cores podem trazer mais equilíbrio e tranquilidade para a casa, mas as pessoas costumam escolher os tons de sua decoração com base apenas em seus gostos pessoais.

Mas, seja na parede da ducha inox com chuveirinho, na cozinha, no quarto ou em qualquer outro lugar da casa, as cores vão nos influenciar de alguma maneira. Afinal, a cromoterapia ajuda a usar tons certos para alcançar objetivos, tais como:

  • Estimular;
  • Harmonizar;
  • Transmitir sentimentos;
  • Acalmar.

Contudo, antes de escolher os tons de cada cômodo, é importante saber que existem as cores quentes e frias, e sua determinação se dá pelos valores de luminosidade.

O grau de luz e brilho é determinado pela proximidade do preto ou do branco, e dentre as cores frias encontram-se o azul, o verde e o roxo. As cores quentes são tons como laranja, amarelo e vermelho.

Na decoração, a paleta de cor utilizada diz muito sobre a percepção que temos na temperatura do espaço, bem como também trazem sensação de bem-estar, vitalidade, paz, e assim por diante. Portanto, para aproveitar todo o seu potencial, algumas dicas são:

1 - Usar o branco

O branco potencializa o efeito de outras cores, portanto, deve ser usado com moderação, combinado com outras tonalidades.

Da mesma forma transmite frieza, e por essa razão pode ser aplicado em qualquer cômodo, principalmente os menores, pois traz sensação de amplitude e luminosidade.

2 - Investir no verde

Uma empresa de arquitetura costuma usar o verde para aproximar o espaço da natureza. Esse tom é capaz de acalmar os usuários do espaço, trazendo sensação de equilíbrio.

A cor ainda é um coringa na decoração, posto que é muito fácil de combiná-la com outras tonalidades, podendo ser aplicada em espaços que já contam com outras cores.

3 - Aplicar o roxo

O roxo e suas variáveis, como o lilás e o violeta, são cores que remetem à harmonia e transmitem boas energias.

Trata-se de um conjunto de cores que podem ser usadas em qualquer cômodo, inclusive no banheiro e na cozinha, sendo mais fácil de aplicá-las.

4 - Investir no azul

O azul é ideal para quem quer um espaço calmo e equilibrado, mas deve ser usado com cautela, para que possa estimular a criatividade.

Enquanto os tons mais claros transmitem serenidade, os escuros trazem austeridade e podem ser aplicados para criar uma atmosfera mais séria, como é o caso dos escritórios.

5 - Apostar no vermelho

Vermelho é uma cor quente e está muito relacionado à força, podendo ser aplicado até mesmo em móveis para clínica de fisioterapia. Tanto é que algumas pessoas acreditam que este tom é capaz de estimular a coragem.

O ideal é que ele seja usado em alguns objetos para trazer mais vitalidade ao ambiente, principalmente se houver predominância de um tom muito claro, como o branco.

6 - Fazer o uso do laranja

Esta é uma das cores com maior poder de alegrar e estimular os ambientes, por isso, muitas pessoas costumam usá-la nos objetos de decoração e no quarto das crianças.

Do mesmo modo estimula o apetite, e por essa razão é muito bem-vinda na cozinha e na sala de jantar. Entretanto, também pode ser aplicada em qualquer outro cômodo.

Significado das cores na decoração

A aplicação da cromoterapia pode causar diferentes efeitos na decoração, e o objetivo de qualquer pessoa que está decorando o interior da sua casa ou até mesmo pensando em um projeto de paisagismo para piscina é proporcionar bem-estar.

Nesse sentido, antes de pintar as paredes ou optar por um móvel colorido, é muito importante pensar no propósito do cômodo e o tipo de energia que pretende transmitir.

O vermelho, por exemplo, é uma cor relacionada à energia e ao apetite, provocando estímulos intensos e sendo capaz até mesmo de despertar o sistema nervoso. Por isso, é fundamental usar este tom com equilíbrio.

Outro significado atribuído ao vermelho é o amor e a paixão, portanto, uma dica é aplicá-lo em um quarto de casal, por exemplo.

Pode estar igualmente presente em espaços para alimentação, além de ajudar a aumentar a sensação de calor do local.

Se for bem dosado, traz boas sensações para os espaços, mas ao ser aplicado em excesso, pode provocar sentimentos negativos, como ansiedade e até mesmo causar insônia.

Em uma clínica de massagem espiritual, o ideal é investir em tons claros e frios, como o azul, que reduz a frequência cardíaca e respiratória e promove o relaxamento do corpo.

Também incentiva a meditação e a interiorização, podendo ser aplicado em diferentes cômodos, de modo a transmitir sensação de calma e privacidade. Logo, dentre os ambientes mais adequados para aplicá-lo estão os quartos e salas de estudo.

Mas, assim como qualquer outra cor, o azul precisa ser dosado, pois caso seja aplicado em excesso, pode provocar sono e melancolia nos usuários.

O laranja representa rejuvenescimento, coragem e intelecto, ao mesmo tempo em que ajuda a ativar o metabolismo e o sistema digestivo, estimulando a criatividade e a comunicação.

Uma empresa de decoração de ambientes externos pode usar o laranja em um espaço destinado ao convívio dos moradores, como um jardim, pois ele também estimula a comunicação e o diálogo.

Assim como o vermelho, o laranja abre o apetite, portanto, outro bom lugar para estar presente é nas cozinhas e churrasqueiras.

Só que é necessário ter equilíbrio para usar o laranja, pois ele estimula conversas intensas que podem levar a desentendimentos, ao passo que não deve estar presente em locais de descanso.

O significado do verde é vida e crescimento, pois remete à natureza e seus elementos orgânicos, como as plantas, madeira e flores.

Em uma sala de reunião moderna traz sensação de esperança e satisfação, ao mesmo tempo em que promove saúde e bem-estar.

O verde não costuma refletir muita luz, e desse modo provoca um efeito calmante nas pessoas. Se você prefere tons de verde claro, pode usá-los em espaços dedicados ao descanso.

Considerações finais

As cores possuem suas próprias características, e por essa mesma razão conseguem despertar sentimentos e sensações.

A cromoterapia é uma prova disso e ao ser bem aplicada em um projeto de decoração, pode trazer sensação de bem-estar e influenciar de maneira positiva nos moradores.

Seguir as nossas dicas vai te ajudar a aplicar de um jeito mais certo os diferentes tons na decoração da sua casa, mas se tiver alguma dúvida, também pode consultar a ajuda de um profissional.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

 

Actualizado el