Sabe Como Reduzir a Fatura da Eletricidade?

Reduzir a Fatura da Eletricidade

Chegar à eficiência energética é um ato de respeito pela natureza e pela nossa carteira. Pode parecer difícil, mas a boa notícia é que é algo tangível. Não bastará mudar todas as lâmpadas lá de casa, mas esse poderá ser o início! A iluminação doméstica representa 10% do total no consumo ao final do mês. A substituição de lâmpadas incandescentes por LED significa uma redução na ordem dos 80%. Para além desse benefício, existem outros que o poderão convencer rapidamente a transformar a iluminação de casa.

  • As lâmpadas LED, como foi referido anteriormente, consomem menos do que as incandescentes. A sua durabilidade é de cerca de 10 anos, enquanto uma incandescente dura apenas 1 a 2 anos;
  • Desde que são ligadas, atingem logo a máxima intensidade luminosa;
  • Podem ser ligadas e desligadas, sem por isso perderem vida útil;
  • O nosso bem-estar e desempenho são também influenciados pelo tom da luz. Escolha lâmpadas de tom mais branco para zonas de trabalho, como a cozinha ou escritório, e tons mais quentes para o quarto e a sala.

 

Existem outros cuidados a ter de forma a garantir a eficiência energética, e alguns são bem conhecidos, mas nunca é demais relembrar:

  • Mantenha as luzes desligadas nas divisões onde não se encontra ninguém e desligue dispositivos elétricos que não estão a uso;
  • Abra as persianas e cortinas para aproveitar a luz natural. Coloque a sua mesa de trabalho junto de uma janela e evite o uso do candeeiro;
  • Prefira eletrodomésticos mais eficientes. Antes de comprar, verifique a etiqueta com o nível de eficiência energética.
  • Use sempre a carga máxima das máquinas da roupa e loiça.
  • Não deixe equipamentos eletrónicos em standby, por serem responsáveis de 9% do consumo na fatura mensal.
  • Um bom isolamento na casa afasta o uso excessivo do sistema de aquecimento ou arrefecimento.

 

Desde dia 1 de dezembro que há uma redução no IVA da eletricidade, uma medida tomada pelo governo para promover a eficiência energética na casa de todos os portugueses. A medida contempla todos os que tenham um contrato no mercado regulado ou liberalizado com uma redução do IVA nos primeiros 100 kWh consumidos a cada mês. Deste modo, os primeiros 100 kWh serão taxados a 13%IVA, quando ultrapassado este valor, serão taxados os habituais 23%. Para as famílias numerosas (mais de 4 pessoas) o limite passa para 150 kWh a 13%IVA. Para as famílias numerosas, a medida terá início no dia 1 de março de 2021.

Este novo modelo do governo pretende reduzir 18,50 € anuais na fatura de um agregado familiar até quatro pessoas, e 27,80 € na fatura de uma família numerosa, se se encontrarem no mercado regulado. Já para o mercado liberalizado a poupança prevista é de 16,60 € para famílias até quatro pessoas e 25,10 € para famílias numerosas. Conheça mais detalhadamente esta medida, aqui.

 

A eficiência energética é essencial em todas as casas portuguesas, perceber como a pôr em prática é uma vantagem na gestão doméstica e na qualidade ambiental. São pequenos pormenores a modificar, que farão a diferença e se tornarão hábitos do seu quotidiano.

Se recentemente comprou casa, opte por colocar estes conselhos em prática e seja minucioso, pense em todos os pormenores que pode aplicar para garantir melhor eficiência. Se ainda procura casa nova e este é um assunto crucial na sua escolha, contacte-nos, teremos todo o gosto em mostrar o nosso portefólio.

Actualizado el