¡Únete!

¡Inscríbete gratis y recibe las mejores ofertas a través de "Territorio Ahorro"!

¡Suscríbete!

Como evitar o mofo?

evitar mofo

O mofo é um tipo de fungo que costuma aparecer nos períodos mais quentes ou úmidos do ano. Ele pode afetar os móveis, teto, paredes e outros locais da casa.

Além de prejudicar a aparência desses espaços e até de objetos, como é o caso dos móveis, o mofo pode causar muitos problemas de saúde, como uma série de doenças respiratórias.

A maioria das pessoas acredita que a mobília costuma ser a principal razão para o surgimento desse fungo. Então simplesmente se desfazem do item ou investem em limpezas inadequadas, acreditando que isso é o suficiente.

Na verdade, a causa do mofo são as características do ambiente, e não do que contém nele. Em outras palavras, é uma perda de tempo e dinheiro se desfazer de um móvel e comprar outro, sem resolver o problema da propriedade.

Em vista disso, é correto afirmar que, na verdade, as pessoas não sabem como se livrar do mofo e o problema acaba se perpetuando e incomodando por muito mais tempo do que se imagina.

Já dizia aquele ditado que é melhor prevenir do que remediar. Por isso, neste artigo, vamos explicar o que é o mofo, de que forma preveni-lo, além de dar algumas dicas para se livrar desse incômodo. Confira!

O que é mofo?

O mofo não é proveniente do material ou da estrutura de itens como a madeira dos móveis de uma residência, como a maioria das pessoas acredita. Na verdade, várias outras situações podem provocá-lo, tais como:

  • Dias chuvosos;
  • Altas temperaturas;
  • Ambientes fechados;
  • Excesso de umidade;
  • Baixa circulação do ar.

Se o local apresenta uma ou mais dessas características, é bem provável que tenha problemas com mofo, que estão propensos a aparecer em móveis como armários e guarda-roupas, além de estofados, paredes, roupas, gavetas, entre outros.

Uma boa limpeza de obras depois da reforma ajuda a evitar essa situação, mas também é muito importante prestar atenção na presença de infiltrações, vazamentos e estruturas que não foram impermeabilizadas.

Respondendo à pergunta, o mofo é um tipo de fungo, maior que a levedura, uma espécie que possui apenas uma célula, contudo, não chega a ser tão grande quanto um cogumelo.

Algumas áreas da casa têm mais chances de proliferar o mofo do que as outras. Por exemplo, o quarto tem 70% de probabilidade se as janelas ficarem o tempo todo fechadas.

O banheiro, por sua vez, pode apresentar 90% de umidade logo após o banho, portanto, é fundamental abrir as janelas depois de usar o chuveiro.

A sala pode ser considerada o local com menos chances, mas ainda assim, uma família de quatro pessoas vendo TV pode provocar uma umidade de 65% no cômodo.

A dispensa pode apresentar 75% de umidade contra 70% do roupeiro, e não podemos deixar de falar sobre a cozinha, que apresenta um índice de umidade de 75% durante o preparo dos alimentos.

Procedimentos como a impermeabilizações de fachadas e interior das residências ajudam a evitar o mofo, assim como várias outras estratégias, que ficarão claras a seguir.

Como prevenir o mofo?

Prevenir o mofo depende muito mais dos cuidados do dia a dia do que de qualquer outra ação, e algumas dicas para fazer isso são:

Cuidar das plantas

As plantas são excelentes para decorar os ambientes e para manter o ar sempre limpo, mas, infelizmente, o mofo adora as plantas.

O solo úmido é perfeito para a formação de fungos, que podem se espalhar para outras partes da casa. Como não compensa se livrar das plantinhas, o ideal é adicionar um pouco de chá de ipê roxo na água de rega.

O óleo que sai dessa árvore resiste aos fungos, inclusive nas florestas tropicais, evitando o surgimento de fungos. Para comprá-lo, basta visitar uma loja especializada em plantas ou produtos naturais.

Deixar os ambientes ventilados

Durante o inverno, é normal querer fechar as janelas e até os vidros para impedir a passagem do ar frio, mas tenha cuidado, pois essa atitude ajuda a reter a umidade.

Ambientes úmidos em excesso podem ser prejudiciais para as paredes, pisos e janelas. Se você já fez a remoção do mofo com uma empresa de terceirização de limpeza, então está na hora de fazer valer a pena e aumentar a circulação do ar.

Abra as portas e janelas, afaste os móveis das paredes e abra as portas dos armários e guarda-roupas. A circulação do ar vai manter os cômodos completamente livres desse fungo.

Manter as calhas em ordem

O mofo pode aparecer quando o telhado está vazando por conta de calhas entupidas ou danificadas. Para evitar esse problema, mantenha as calhas sempre limpas e em bom estado de conservação.

Verifique o surgimento de manchas de água depois de tempestades, pois isso pode indicar algum tipo de vazamento.

Secar locais úmidos

Algumas técnicas como a limpeza colchão a seco foram desenvolvidas justamente para evitar o mofo, uma vez que ele não aparece quando não existe umidade.

Portanto, seque o acúmulo de água imediatamente após tempestades, em casos de vazamentos de canos e pias, dentre outros problemas.

Pessoas que vivem em regiões afetadas por enchentes precisam trocar tapetes, móveis, roupas de cama e tudo aquilo que não puder secar totalmente.

Até mesmo objetos que usamos no cotidiano precisam de atenção e não devem ser deixados molhados, como guarda-chuvas e tapetes do banheiro.

Os panos que usar para limpar a casa devem ser colocados de molho em um balde com água e sabão em pó, e nunca deixe roupas úmidas dentro da máquina de lavar, pois esse espaço é perfeito para o surgimento de mofo.

Agora, se você já está sofrendo com esse problema dentro do seu imóvel, então precisa tomar algumas atitudes para resolvê-lo o quanto antes.

Maneiras de se livrar desse incômodo

A impermeabilização de estofado é a melhor maneira de evitar que esse fungo se espalhe pela mobília. Mas se o seu sofá não recebeu esse tratamento e está mofado, a melhor coisa é afastar todos os móveis, entre 5 e 7 cm de distância.

Dessa forma, fica muito mais fácil limpar os vãos e evitar que as bactérias tomem conta do cômodo como um todo, abrindo as portas para os fungos.

1 - Usar produtos anti-mofo

Em ambientes como dentro dos armários, é muito comum o surgimento do mofo, por isso, é muito importante usar produtos que evitam esse problema.

São itens baratos e muito fáceis de encontrar, mas se você preferir, pode fazer um antimofo caseiro. Para isso, pegue um saquinho de tule e coloque alguns pedaços de giz de lousa.

Esse componente consegue absorver toda a umidade e ajuda a prevenir o surgimento de fungos. Mas não se esqueça de trocar o pó de giz de tempos em tempos.

2 - Ficar longe da umidade

Quem está pensando em contratar serviços de reforma em geral, antes de planejar onde vai instalar os armários, deve tomar cuidado com as paredes que dão para o banheiro.

Se elas não forem impermeabilizadas, a umidade pode passar para a parede onde está o armário ou guarda-roupa.

Lembre-se de que esse tipo de móvel fica grudado na parede, então não tem como arrastá-lo para limpar. Mesmo quem usa móveis modulares pode ter problemas ao colocá-los em paredes úmidas.

Afinal, você não vai arrastar o guarda-roupa toda a semana para evitar a umidade. Prefira colocar esses móveis em ambientes com janela grande de vidro, visto que o ar circula muito melhor.

3 - Resolver vazamentos e infiltrações

Os problemas com vazamentos e infiltrações devem ser resolvidos o quanto antes, uma vez que desencadeiam muitos problemas com fungos.

Ao notar esse tipo de problema na sua casa, resolva o quanto antes, pois além de causarem o mofo, eles também podem comprometer a estrutura do imóvel.

4 - Usar desumidificador

Um aparelho desumidificador de ar é essencial para evitar o acúmulo de umidade nos ambientes. Ele faz essa limpeza por meio de choque térmico, fazendo com que a água se transforme em vapor líquido que é armazenado no reservatório.

Em dias de muitas chuvas, esse equipamento ajuda a equilibrar o ar dos ambientes, inclusive em épocas mais frias, quando costumamos fechar as janelas mais cedo.

5 - Renovar a pintura sempre que possível

Assim como o conserto de ar condicionado é importante para manter o equipamento sempre em bom funcionamento, renovar a pintura é essencial depois de alguns anos.

Depois de remover o mofo da sua parede, chegou o momento de pintar novamente, mas lembre-se de usar tinta impermeável e antimofo, pois essa opção não absorve a umidade.

Considerações finais

O mofo é um problema comum nas residências, mas isso não significa que ele não seja prejudicial à saúde e à estrutura dos imóveis. O ideal é que ele nem apareça, e existem muitas maneiras de evitar o seu surgimento.

Mas, caso alguma parte da sua casa já esteja afetada, também existem maneiras de se livrar desse problema. Por meio de ações simples, é possível evitar que o seu lar sofra com os impactos do mofo.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

 

Actualizado el