¡Únete!

¡Inscríbete gratis y recibe las mejores ofertas a través de "Territorio Ahorro"!

¡Suscríbete!

Como aumentar minhas vendas com trafego pago?

trafego pago

Aqui está uma verdade que poucos sabem: você não pode obter vendas se não direcionar tráfego para sua loja online. Isso significa que esta vertente é tão imprescindível quanto a bomba hidráulica para uma indústria. 

 

Se as lojas físicas dependem do tráfego de pedestres, quem dirá os e-commerces, que necessitam apresentar seus conteúdos para milhões de interessados. Que tal, então, investir em tráfego pago?

O que e como funciona o tráfego pago?

O tráfego pago é aquele gerado apenas por meios pagos, como o próprio nome já diz. Se feito em um mecanismo de pesquisa, se refere àquele que é acionado quando um usuário clica em um anúncio para uma consulta de pesquisa específica.

Quando os gerentes de sites desejam criá-lo, seu primeiro passo, geralmente, são plataformas automatizadas, como o Google Ads. O Google estabelece um preço para uma palavra-chave e as empresas fazem lances a elas, como um leilão.

 

O Google avaliará então:

 

  • Seu lance máximo geralmente quantificado por PPC;
  • A relevância do anúncio proposto e como ele se relaciona com a palavra-chave para a qual o lance está sendo feito;
  • Um Índice de qualidade - uma avaliação da CTR, relevância do anúncio e qualidade da página de destino.

1- Use sua pesquisa de palavras-chave e lance uma campanha de PPC

Já deve estar ciente de quais palavras-chave otimizar, não é mesmo? Que tal direcioná-las para o tráfego pago? Uma campanha de PPC (pagamento por clique), como o Google Ads, pode ajudá-lo a aparecer no topo dos resultados de pesquisa rapidamente.

 

Se não sabe em quais palavras-chave investir (porque escolheu mais de uma para sua loja e talvez não consiga impulsionar todas elas), escolha as que estão em tendência ascendente agora.

2- Use anúncios do Facebook e Instagram

Ao contrário do Google Ads, os anúncios do Facebook e Instagram não aparecem com base nos resultados da pesquisa. Eles surgem nos feeds dos usuários com base em dados demográficos e de comportamento.

 

São eficazes e direcionam o tráfego para sua loja, seja do ramo de moda, de carrinho de plataforma ou qualquer outro, mas pode gerar prejuízos se feitos equivocadamente.

 

E aqui estão algumas dicas para ajudá-lo a ter sucesso:

 

  • Implemente um pixel do Facebook em todas as páginas para que você possa coletar dados. Para quem não conhece o termo, ele é um código que permite mensurar a eficácia da sua publicidade por meio das ações que as pessoas realizam no site;
  • Teste diferentes variações de texto e imagens para ver quais têm melhor custo benefício;
  • Dê às pessoas um motivo para clicar em seu anúncio, como vendas e promoções especiais.

3- Use o marketing de influência

Usuários influentes no Instagram, YouTube e outras plataformas podem ajudá-lo a direcionar tráfego pago para sua loja e gerar mais vendas. Mas não jogue dinheiro em qualquer celebridade. 

 

Você precisará fazer sua pesquisa sobre a pessoa, antes de entrar em contato. Além disso, precisa ter uma presença ativa em uma plataforma que seu cliente ideal usa. Veja o tipo de conteúdo e se é relevante para o produto que deseja vender.

4. Use Pins Promovidos no Pinterest

Se você já usa o Pinterest em suas fontes de tráfego gratuitas para sua marca de multiplicador de torque, por exemplo, pode ir além e investir nos Pins pagos. Configure as palavras-chave e pronto! Estará dentro.

 

O mesmo vale para quais públicos deseja segmentar. Pague para concentrar-se naqueles que se envolvam ativamente com a conta. Ao criar pins promovidos, verifique seus anúncios com frequência e os ajustes conforme necessário. 

 

Lembre-se de que nem todo tráfego é criado da mesma forma. Enquanto alguns podem clicar em sua loja e adquirir diversos produtos, outros podem não gastar nada.

 

Gostou do conteúdo? Então, conte para gente nos comentários e não deixe de acompanhar as novidades no blog e compartilhar nas redes sociais.

 

Este artigo foi escrito por Éder Pessôa, criador de conteúdo do Soluções Industriais

 

Actualizado el