Acessibilidade: como adaptar sua casa?

acessibilidade

Acessibilidade é um assunto muito em pauta atualmente, visto que por meio dela, as pessoas com algum tipo de deficiência e os idosos podem ter acesso a locais que possam ter suas necessidades atendidas.

Nossa sociedade, em geral, era despreocupada em relação a isso, tanto que os portadores de necessidades especiais deixavam de realizar muitas atividades simples, como se deslocarem de um local a outro.

Com o advento da internet e a rapidez com que a informação chega até nós, essa situação mudou. A sociedade entendeu que precisa ser mais justa e igualitária para todos, possibilitando que os cidadãos deficientes pudessem ter mais autonomia.

Ainda há muito o que ser feito, mesmo assim, ao andarmos pela cidade, podemos ver calçadas adaptadas, ônibus com espaço exclusivo para deficientes, estabelecimentos com espaços adaptáveis, dentre outros.

Quem tem uma pessoa deficiente em casa ou tem alguma necessidade especial, sabe o quanto é difícil lidar com as limitações, por isso, adaptar os espaços e trazer mais conforto a essas pessoas nunca é demais.

Pensando nisso, neste artigo, vamos abordar o conceito de acessibilidade, mostrar alguns dos principais exemplos que vemos por aí e como você pode adaptar a sua casa. Confira.

O que é acessibilidade?

Acessibilidade é um conjunto de medidas que garantem a possibilidade de acesso de um ou mais lugares para os portadores de necessidades especiais.

Mais do que garantir que eles tenham lugares, é uma maneira de fazer com que se adaptem às suas condições, se tornem mais independentes e rompam barreiras importantes.

É um assunto em pauta que está mudando a arquitetura de casas, desde a aplicação de divisória de ambiente de gesso até a adaptação de calçadas, e o urbanismo das cidades ao redor do planeta.

Isso quer dizer que a acessibilidade faz parte da arquitetura e urbanismo, sendo parte importante e que deve ser pensada ao pensar em uma obra.

Agora que você já sabe o que é acessibilidade, no próximo tópico, vamos mostrar alguns exemplos dela em nosso dia a dia. Acompanhe a leitura.

Dicas de acessibilidade dentro de casa

Estamos no século XXI, mas muitos projetos de construção ainda não pensam na acessibilidade como algo necessário. Por conta disso, várias situações podem mudar a vida de uma pessoa.

Por exemplo, um casal de meia idade, que já criou os filhos, de repente, precisa cuidar de um dos pais que depende de uma cadeira de rodas. Diante disso, eles precisam fazer algumas reformas no imóvel para torná-lo mais acessível.

Ninguém poderia prever essa situação, mas ela é mais comum do que se imagina. Assim como pensamos em todo o conforto possível na hora de decorar, por exemplo, ao comprar uma lava louça de embutir, precisamos pensar na acessibilidade.

Se você tem um deficiente físico em casa ou cuida de um idoso com mobilidade reduzida, confira, a seguir, alguns exemplos de projetos acessíveis.

Revestimentos

Pisos mais escorregadios devem ser evitados, sendo assim, prefira os modelos antiderrapantes. Outra ideia é usar revestimentos diferentes nas paredes para que o PNE (portador de necessidades especiais) possa identificá-los.

Entretanto, é necessário analisar se eles não são porosos demais, a ponto de machucar as mãos. Procure evitar o uso de tapetes, porque eles aumentam o risco de quedas.

Iluminação

É essencial que o espaço seja bem iluminado, para que a pessoa possa enxergar bem e assim evitar acidentes. Algumas opções podem ser exploradas, como:

  • Abajur de piso;
  • Arandelas;
  • Iluminação no teto;
  • Lâmpadas de LED.

Se estiver fazendo reforma de varandas, aproveite para automatizar a iluminação dos espaços mais importantes. É muito mais fácil acender as luzes pelo celular ou abrir as cortinas usando um controle remoto.

A tecnologia é uma aliada da acessibilidade e deve ser bem aproveitada, e ela pode se aplicar em muitos contextos dentro de casa.

Espaço para circulação

É muito importante garantir um bom espaço para circulação, fazendo com que sejam amplos, seguros e confortáveis.

Os móveis devem estar posicionados nas extremidades do ambiente, sem desníveis, degraus ou obstáculos.

No caso de cadeiras, para que possam se mover a 90º, é necessário um espaço livre de 1,20 m, para rotações em 360º, o espaço aumenta, tendo que ser, no mínimo, de 1,50 m.

Se necessário, estude a possibilidade de fazer demolição de paredes, visto que a pessoa, ao circular entre os móveis, precisa de, no mínimo, 80 cm entre eles. Se tiver alguma dúvida, consulte as normas ABNT NBR 9050.

Instalar barras de apoio

As barras de apoio são essenciais para a segurança dos portadores de necessidades especiais. É importante instalá-las nos banheiros, dentro e fora do box, bem como em corredores, cozinhas, quartos e em outros locais, para facilitar a locomoção.

Também existem medidas definidas pela ABNT, sendo assim, é importante estar atento a elas e segui-las.

Essas são algumas regras básicas para quem está construindo ou reformando, tendo em vista um projeto mais acessível. Mas, se você pretende adaptar a sua casa, no próximo tópico, vamos mostrar como fazer isso.

Dicas para adaptar e moldar o seu lar

Se você tem ou vai receber um portador de necessidades especiais em casa, precisa fazer algumas adaptações. São elas:

Rampas

Um único degrau nas áreas internas e externas da casa pode tornar qualquer ambiente inacessível para quem usa cadeira de rodas.

A rampa pode ser construída ou instalada. No mercado, é possível encontrar uma rampa pronta, de acordo com a necessidade do imóvel.

Para que ela seja mais segura, invista em um corrimão em ferro, assim, idosos com mobilidade reduzida, mas que não usam cadeira de rodas, podem acessar determinados espaços. E se tiver alguma dúvida, consulte a ABNT.

Móveis com altura adequada

Toda e qualquer mobília da casa deve ter uma altura adequada, pois isso proporciona mais independência para pessoas PNE em diversas tarefas, como cozinhar e fazer as refeições.

Veja como é o acabamento de seus móveis, evitando quinas pontudas. Prefira formatos arredondados que não machuquem, caso a pessoa esbarre por acidente. Existem alguns protetores de silicone apropriados para isso.

O espaço ao lado da cama também precisa ser maior, bem como o espaço à mesa, para que o cadeirante possa fazer suas refeições.

Nivelamento de pisos

Até mesmo a caixa de tomada externa precisa ser adequada às necessidades dos portadores de necessidades especiais. Portanto, é necessário prestar atenção às condições do piso na sua casa.

É comum encontrarmos alguns desníveis entre os cômodos quando o tipo de piso é diferente de um para outro. Sendo assim, para garantir a segurança de quem usa cadeira de rodas, tudo deve estar perfeitamente alinhado.

Uma das melhores opções é o piso vinílico, bastante versátil, resistente e silencioso. Evite tapetes, porque eles podem sair do lugar e provocar acidentes.

Piso antiderrapante

Por falar em pisos, o tipo antiderrapante é uma boa opção porque evita riscos no momento em que o cadeirante precisa se mover da cadeira para a cama.

Para idosos com mobilidade reduzida, ele também traz mais segurança ao usar bengalas e andadores.

Instale piso antiderrapante em toda a casa, mas, principalmente, no quarto da pessoa, no banheiro e nas áreas externas. Juntamente com a automação residencial, o local vai ficar muito mais seguro.

Instalar sinal sonoro de emergência

A segurança dos portadores de deficiência também depende da habilidade com a qual eles serão socorridos em situações de emergência.

Uma das maneiras de fazer isso é instalar campainhas de emergência pela casa, em local baixo. Também é importante garantir meios para que essas campainhas cheguem a outros cômodos da casa.

Além de ser um recurso simples e fácil de ser instalado, elas fazem toda a diferença na vida dos idosos e portadores de necessidades especiais.

Se você tiver dúvidas sobre como instalar as campainhas, também pode consultar as normas ABNT, e garantir a acessibilidade a elas.

Cama motorizada

Essas camas são muito úteis, pois ajudam a variar a postura do PNE, podendo elevar a parte das costas ou das pernas.

Além disso, elas facilitam o trabalho do cuidador na hora da alimentação, higiene de acamados e alguns modelos permitem que a cama seja levada facilmente a outros ambientes, como a sala planejada da sua casa.

Conclusão

A acessibilidade é um tema muito importante e que deve ser levado a sério, tanto em casa quanto em locais públicos.

Os portadores de necessidades especiais podem se tornar pessoas mais independentes e realizadas, se puderem ter acesso a tudo que precisam.

Neste artigo, você aprendeu como adaptar o seu lar, para garantir todo o conforto e comodidade que essas pessoas precisam no dia a dia.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

 

Actualizado el