Mercado Imobiliário: crise ou oportunidade?

crise

Nem nas previsões mais nebulosas as pessoas poderiam imaginar um cenário econômico e social como o do ano de 2020. Mas, agora, com o início da retomada, muitos investidores e consumidores questionam sobre as tendências do mercado de imóveis. Comprar, arrendar, vender, investir? Os panoramas são muitos e permitem várias possibilidades. E vamos listar a melhores para você.

Uma mudança de comportamento.

Ao entrar no site da Entreparedes (https://www.entreparedes.pt/), você já poderá ver infinitas opções de imóveis. Casas, apartamentos, lofts e lojas para arrendar ou comprar. E essa, talvez, seja a primeira tendência: os consumidores mudaram.

Com a pandemia as pessoas desenvolveram uma nova relação com os seus próprios lares e estão cada vez mais à procura de conforto e praticidade. Imóveis residenciais, com projetos que permitam aos moradores se adaptaram aos novos tempos podem ser ainda mais valorizados.

A localização, que sempre foi um fator predominante para a valorização, agora passou a ter uma nova importância. Estar perto da natureza e de locais que proporcionam mais qualidade de vida têm tanta importância quanto áreas altamente urbanizadas.

A reinvenção do setor.

Todos os setores da economia, em maior ou menos escala, tiveram que se adaptar ao novo tempo. E isso inclui o comércio. Devido à reclusão, muitas lojas, restaurantes e bares tiveram que suspender suas atividades. E, com isso, necessitaram do reajuste do valor de seus arrendamentos, fazendo os preços, momentaneamente reduzirem. Mas com a retomada gradativa, poderemos, ao longo de 2021, ver, novamente, o mercado em equilíbrio.

Outra provável tendência é a possível valorização de espaços dedicados à logística ou estoques, afinal, muitas empresas estão concentrando suas operações comerciais em um determinado ponto do país para facilitar e agilizar a entrega de produtos. Em compensação, escritórios tradicionais podem perder valor devido ao aumento do trabalho remoto.

Portugal como o melhor endereço.

Se por um lado o trabalho remoto pode interferir no valor de imóveis comerciais, por outro ele pode ser um aliado incrível para quem investe em imóveis residenciais.

Como as pessoas e empresas optaram pelo sistema de home office, a mobilidade dos profissionais se tornou ainda maior, ou seja: pessoas de qualquer parte do mundo, mas principalmente da Europa podem optar por morar em Portugal, seja pela segurança, clima e qualidade de vida e continuar exercendo sua profissão no país de origem. Com isso, surgem oportunidades para arrendamentos a longo prazo e de temporada: se quiser conhecer algumas opções, basta olhar no site da Entreparedes: https://www.entreparedes.pt/imoveis

Boas perspectivas estão surgindo.

Apesar de serem apenas previsões, as perspectivas são positivas. O mercado português tende a uma grande retomada em 2021. Todos os setores poderão reencontrar a vertente de crescimento, mas com a retomada das atividades e o controle da pandemia, as oportunidades serão cada vez mais visíveis e concretas para um futuro diferente, mas ainda, promissor.

Actualizado el