Conheça os diferentes tipos de pisos e suas vantagens

pisos

Existem diversos tipos de pisos diferentes no mercado, que entregam propostas variadas às pessoas. Mais do que ajudar a elaborar um estilo de decoração, o piso atende às condições financeiras e também ao tempo disponível para seus cuidados.

Desde variação dos materiais que os constituem, até os formatos e cores, tudo deve ser levado em conta para que você escolha o tipo que mais tenha a ver com a sua necessidade e com o estilo de vida de todos os moradores.

O local da construção também conta muito. Por exemplo, quem reside em cidades quentes, como as litorâneas, deve preferir os pisos frios. Moradores de países e cidades frias, preferem a madeira.

Enfim, tudo isso influencia a qualidade de vida, o dia a dia, o conforto e o bem-estar das pessoas. Pensando por esse lado, é importante decidir com cuidado o tipo de piso que vai instalar em casa.

Uma escolha errada pode te obrigar a conviver com o erro ou, pior: fazer você gastar mais dinheiro para corrigi-lo.

Se você não quer passar por essa situação, acompanhe este artigo porque vamos falar da importância de escolher bem o piso, seus tipos, vantagens e onde pode ser aplicado, e os impactos da escolha na decoração.

Por que escolher bem os pisos?

Escolher bem os pisos implica em toda a decoração da casa e, para além disso, também diz respeito à resistência e à funcionalidade. Essas questões envolvem características intrínsecas a eles, tais como:

  • Material;
  • Formato;
  • Cor;
  • Tamanho.

No Brasil, os tipos mais usados são porcelanato, cerâmica e
piso de taco de madeira. Nos últimos tempos, outra opção tem ganhado destaque: o laminado.

Ele é prático de instalar, não gera resíduos e pode substituir com facilidade o modelo usado antes. Ainda assim, nem sempre essas opções atendem às necessidades dos moradores.

De que adianta instalar, por exemplo, um piso de madeira natural, se você não tem tempo de cuidar dele? A madeira é uma peça nobre, muito bonita e que valoriza qualquer imóvel, mas exige atenção específica para manter sua beleza e estética.

Ou então, para um casal com filhos pequenos, não vale a pena investir em uma opção cara e correr o risco de encontrar uma obra de arte desenhada com caneta no chão, certo?

Em vista dessas e de outras situações, é fundamental conhecer bem todos os tipos de pisos disponíveis no mercado para escolher um que realmente se adeque à sua necessidade. No próximo tópico, vamos falar um pouco mais sobre eles.

Tipos de pisos e suas vantagens

Se você for até uma loja de materiais de construção ou em um especialista em pisos e revestimentos, vai encontrar uma enorme variedade. Na internet, essa realidade é mais gritante.

Dentre os tipos mais procurados está o vinílico. Este também pode receber tratamentos como impermeabilização de piso, e vem se destacando por ser fabricado com resina de PVC.

O vinílico imita perfeitamente a madeira, mas tem um valor mais acessível e não depende dos mesmos cuidados para se manter sempre bonito.

É ideal para ambientes com maior incidência de barulho, como crianças pequenas. É bastante resistente à água, mas ainda assim, seu uso não é recomendado para áreas externas e locais úmidos, como cozinhas e banheiros.

Já o piso de cerâmica está presente na maioria das construções brasileiras e pode ser encontrado em diferentes tamanhos, cores e texturas.

É resistente e fácil de limpar, além de ser ideal para ambientes internos e externos.

Também é mais barato do que o porcelanato e ajuda a manter todo o imóvel mais fresco durante o verão.

Outra opção bastante procurada é o piso laminado, que assim como o piso vinílico instalado, também imita a madeira, mas por um valor mais acessível.

Ele é feito a partir de madeira aglomerada, por isso, também é mais barato do que as opções feitas em madeira natural.

Pode ser usado em muitos ambientes, como sala, corredor, quartos e escritório, exceto em locais mais úmidos, como cozinhas, banheiros, área de serviço, etc.

Para sua limpeza, basta apenas um pano úmido. Outra vantagem que se destaca é o fato de o laminado poder ser instalado em cima de outros pisos, uma vez que são encaixados por um sistema de click e presos nos rodapés.

A tábua corrida é feita com madeira natural, portanto, se você quer uma opção mais sustentável, ela não é o ideal.

É conhecido, também, como assoalho e sua instalação se dá por tábuas colocadas paralelamente entre si, obtendo um encaixe firme.

O tamanho, a tonalidade e a espessura podem variar de acordo com o projeto e com o tipo de madeira. Sem contar que, por ser um material natural, os tons podem variar bastante.

Jatobá, Ipê e Cabreúva são os tipos de madeira mais usados, mas, da mesma forma, é possível encontrar a tábua corrida feita de madeira de demolição.

 

Dentre suas vantagens, a que mais se destaca é a elegância. No entanto, é preciso usar alguns produtos específicos para manter o brilho. Se uso é recomendado em ambientes secos, como quartos, salas e corredor.

O cimento queimado, assim como o piso de cimento polido é indicado tanto para áreas internas quanto externas. É uma opção de baixo custo e bastante usada por galpões, fábricas e empresas.

Só que a decoração industrial está em alta, pois traz um aspecto mais moderno aos ambientes. Devido a isso, tem sido cada vez mais buscado pelas pessoas. Outra vantagem é que esta é uma das opções mais duráveis do mercado.

O taco de madeira era o piso da moda antigamente, mas sua beleza incomparável o transformou numa das opções mais desejadas pelos consumidores.

Normalmente fabricado com a madeira do Ipê, era muito comum nas décadas de 1960 e 1990. Quem é apaixonado por uma decoração vintage tem nos tacos a escolha ideal, recomendada para cômodos secos como quartos, salas e corredores.

Assim como diversos outros pisos de madeira natural, ele exige alguns cuidados e produtos específicos, como a cera.

Beleza e sofisticação ficam por conta do piso de mármore, sendo este um material indicado para áreas internas. Essa opção é mais cara, ideal para decoração escandinava ou minimalista.

É composto pelo calcário e pode ser encontrado em cores como rosa verona, bege

Bahia e travertino. Todas essas cores podem ser encontradas em tons mais claros ou escuros e também pode ser aplicado em banheiros e cozinhas.

Outra opção bem interessante é o granito, que diferente do carpete para sala, é constituído por mica, quartzo e feldspato. Podemos ver esse tipo em casas, mas também shopping, aeroportos etc.

Como vantagens as que mais se destacam são durabilidade, resistência e beleza, além de ser fácil de limpar.

Essa opção é bastante parecida com o granilite, que também é bastante usado em locais amplos como escolas e aeroportos.

Ele é constituído por massa de cimento misturado a pequenos pedaços de quartzo, granito e outras pedras. É possível encontrá-lo em dois acabamentos, sendo o fugê e o polido.

Assim como resina epóxi para piso, pode ser usado tanto em ambientes internos quanto externos. Mas é importante lembrar que, quando molhado, se torna extremamente escorregadio.

Impactos da escolha na composição dos ambientes

Quando falamos em decoração, estamos nos referindo também a pisos e revestimentos. Escolher adequadamente é importante para harmonizar o décor que você pretende criar para sua casa.

Alguns pisos deixam os ambientes mais claros ou mais escuros. Eles também têm a capacidade de isolar a temperatura, esquentar ou esfriar os cômodos.

Em uma loja de material de construção você vai encontrar muitas opções, além das que mencionamos aqui. Mas pense bem porque além de influenciar na decoração, vai influenciar na atmosfera de cada cômodo.

É importante pensar no tipo de imóvel também, pois as áreas externas como quintais precisam de pisos resistentes à chuva, sol e mudanças de clima.

O imóvel é comprado ou alugado? Se for alugado, invista em soluções mais baratas para não sair no prejuízo. Mas se o imóvel for seu, pense no piso como uma solução para o seu dia a dia por muitos anos.

Veja se aquele piso vinílico ou laminado combina com o rodapé de madeira que antes era combinado com o taco, pois nem sempre isso pode acontecer.

Conclusão

Os pisos fazem parte do nosso dia a dia, afinal, mais do que um acabamento na construção, ele traz conforto para os nossos pés, deixam os imóveis mais bonitos e personalizados e combinam com nosso estilo.

Ao escolhê-lo, pense com cuidado nas nossas dicas e leve em conta tudo o que achar importante. Assim, você faz uma boa escolha e evita dor de cabeça no futuro.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Actualizado el