7 tipos de cortina para usar na decoração da sua casa

cortinas

Escolher a cortina certa pode fazer toda a diferença para a decoração de um ambiente, independente de qual ele seja.

Por isso, é fundamental estabelecer o objetivo da decoração primeiro, para utilizar a cortina de uma maneira harmônica com o ambiente.

Logo, o principal elemento que você deve ter definido quando optar por utilizar uma cortina em sua decoração é qual função ela irá exercer. Existem diversas possibilidades diferentes que podem ser adotadas quando você utiliza este recurso, como:

  • Controle de luminosidade;
  • Diminuição de ruídos;
  • Decorar o ambiente;
  • Compor um estilo de decoração.

Quando você começa a planejar um estilo de design para sua casa, é importante ter em mente os diversos elementos que são necessários para esse tipo de recurso. Assim, é possível explorar com mais qualidade todo o potencial que as cortinas tem a oferecer.

Ao utilizar cortinas em ambientes com alto impacto de luz natural, é essencial pensar em formas de proteger a casa do calor excessivo. Por isso, leve em consideração que cortinas escuras podem reter o calor e deixar a temperatura mais elevada.

Por isso, opte por tecidos mais leves e cores claras para conseguir compor diversas composições, que poderão ser aplicadas a diversos estilos de decoração, bastando escolher com sabedoria quais serão as ideais para o ambiente.

Alguns modelos mais modernos acabam tendo o auxílio da tecnologia, como uma cortina de vidro deslizante automatica ceara.

Além disso, é fundamental verificar algumas informações antes de optar pelo modelo adequado de cortina que você vai instalar em seu cômodo. Um dos pontos de atenção para esse tipo de situação é a forma de lavar e limpar a cortina.

Muitos produtos não podem ser lavados em casa, precisando ser levados a lavanderias especializadas para higienização, o que pode acabar tendo um custo elevado.

Se preferir economizar, pode procurar cortinas com materiais sintéticos para conseguir lavá-las em casa.

Por fim, as cortinas são uma excelente maneira de aumentar o conforto e até mesmo a sensação térmica de um ambiente, sendo adaptáveis a qualquer espaço da casa para uma melhor utilização.

Conhecendo os diferentes tipos de cortina

Apesar de a funcionalidade ser comum, existem diversos modelos de cortina para propósitos diferentes, e é importante você saber escolher o modelo certo quando optar por utilizar uma destas opções em seu imóvel.

O tipo de cortina define uma série de elementos, desde a vedação da luz até mesmo a garantia de privacidade em um determinado cômodo. Por isso é importante que você saiba identificar qual é o modelo que mais se encaixa em seu ambiente.

1. Cortinas Voil

Esse tipo de cortina é um dos mais tradicionais e mais utilizados em diversos modelos de decoração. Elas são produzidas com o objetivo de cobrir toda a extensão da parede, desde o chão até o teto.

Esse tipo de cortina é muito indicado para ambientes onde há um interesse em bloquear parcialmente a entrada de luz no cômodo, ideal para áreas de confraternização como salas de estar e jantar, bem como para ambientes profissionais como um escritório de home office.

Um dos diferenciais do Voil é que ele possui um tecido bem delicado e fino, oferecendo um visual muito mais clean e arrojado para o ambiente, ideal para quem busca elegância e sofisticação.

Ideal como uma cortina para janela de sala, este modelo combina com qualquer ambiente.

Você pode encontrar esse tipo de cortina em várias cores, além de diferentes padrões como bordados, vazados e até mesmo com um aspecto amassado, dando um charme especial para este modelo.

O Voil é muito versátil, sendo possível até mesmo utilizar combinações com outros tipos de tecido que podem acabar gerando um resultado muito interessante, como a seda e o linho, além de misturar com outro tipo do mesmo tecido.

2. Cortina de sarja

Esse tipo de cortina é mais encorpada, sendo utilizada para garantir um bloqueio maior de iluminação, sobretudo por conta de seu tecido. 

Por conta disso, a cortina de sarja acaba sendo uma das favoritas para ambientes onde a iluminação pode fazer a diferença no ambiente.

Ideal para quartos, principalmente de crianças, a cortina de sarja normalmente é instalada em trilhos por conta de seu peso, o que acaba gerando um acabamento muito mais elegante no resultado final.

Junto de uma janela de aluminio e vidro, você consegue explorar em sua totalidade esse tipo de cortina.

Este tipo de cortina também possui uma boa variedade de modelos e cores, principalmente com estampas, e é um ótimo recurso para combinar com o voil, aumentando assim a elegância do ambiente.

Quando você opta por um modelo de sarja, é possível explorar uma série de elementos únicos com relação ao estilo, criando ambientes muito mais aconchegantes e confortáveis. Por conta disso, é importante saber onde e como instalar este modelo.

3. Cortina DuoFold

As cortinas duofold são um modelo moderno e arrojado, que possui um impacto muito interessante no ambiente, sobretudo por conta de seu formato mais atual e interessante.

Elas se assemelham muito a persianas, com sistemas complexos de dobras para abrir e fechar.

Um dos grandes destaques do DuoFold é sua funcionalidade. Ela é ideal para pessoas que desejam manter sua privacidade sem perder a iluminação natural e a vista de um ambiente adequado.

Você pode utilizar em conjunto com uma janela acustica antirruido para um ambiente mais agradável, por exemplo.

Por conta disso, são cortinas muito escolhidas para ambientes corporativos, bem como para escritórios em residências, para pessoas que estão acostumadas com o regime de home office, onde é preciso ter foco e privacidade para o local de trabalho.

Entretanto, também é muito comum encontrar este modelo em salas de estar, quartos e banheiros, principalmente aqueles com uma decoração mais moderna para contextualizar a peça no ambiente.

4. Cortina blackout

Esta cortina, também conhecida popularmente como blecaute, recebe esse nome em referência aos apagões de energia, que deixam tudo no escuro. Isso porque elas são capazes de bloquear toda a iluminação de um ambiente.

Por conta dessa característica, a cortina blecaute persiana acaba sendo a favorita para salas de TV, sobretudo para os amantes de cinema que conseguem gerar um sentimento similar ao de uma sala de exibição no cômodo.

Além de bloquear a luz, as cortinas blackout também tem um grande potencial de regular a temperatura de um ambiente, tornando o local muito mais confortável, o que acaba levando o modelo para os quartos também.

Esse tipo de cortina é ideal para pessoas que tem dificuldades para dormir com muita iluminação, além de serem muito boas para criar ambientes aconchegantes e íntimos.

5. Cortina de rolo

Este modelo mais moderno garante um visual muito mais clean para os ambientes. Dessa forma, ele acaba sendo um queridinho de decorações mais arrojadas e criativas.

Além disso, possui um efeito similar ao da cortina estilo blackout, permitindo uma ótima absorção da luz.

Você pode até mesmo usar uma persiana de rolo para varanda para dar um efeito especial ao ambiente.

Normalmente este modelo de cortina é utilizado com algum outro tipo, como o voil. O tecido mais leve fica de forma decorativa enquanto a cortina de rolo fica próxima a janela, para o caso de o bloqueio de iluminação precisar ser maior.

Além disso, você pode utilizar gesso para esconder o rolo da cortina, dando um efeito diferenciado para o acabamento desse tipo de modelo, garantindo assim que o visual ficará muito mais interessante.

6. Cortina romana

Popularmente conhecida como persiana romana, este tipo de cortina se destaca pelo formato de abrir e fechar, horizontalmente. A estrutura é composta de diversas varetas que se dobram uns sobre as outras, criando uma espécie de gomo.

O modelo romano pode ser feito de diversos modelos e estampas diferentes, o que permite que você utilize para fins distintos. Se optar por um modelo mais escuro, ela faz o efeito similar a de uma cortina blackout.

Entretanto, se você optar por um modelo mais leve, é possível utilizá-la de maneira decorativa, diminuindo a passagem da luz mas não eliminando-a, aproveitando assim a incidência de luz natural.

7. Cortina de teto

Este modelo de cortina é mais incomum de encontrar, e normalmente é utilizado quando você precisa cobrir vãos ou clarabóias em casas.

Normalmente são utilizados modelos similares aos da romana ou persiana de rolo, com o adicional de um controle remoto para controlar a operação.

Estes modelos utilizam a tecnologia como uma forma de aproveitar melhor o espaço, sobretudo pela dificuldade de mexer nestes modelos manualmente.

Considerações finais

Existem diversos modelos e tipos de cortinas para todos os gostos. Por isso, identificar aqueles que mais se adaptam a sua casa é fundamental, para que você possa usufruir de todos os recursos disponíveis para criar ambientes incríveis.

Quanto mais for possível criar uma decoração especial para seu lar, mais ele terá seu toque pessoal, o que transforma qualquer ambiente em algo especial.

As cortinas tem um efeito muito impactante nesses modelos, e por isso, devem ser consideradas com carinho.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos

Actualizado el