10 dicas para você economizar energia na sua casa

energia

A cada dia que passa, as pessoas procuram por diferentes formas de economizar energia em casa. Afinal de contas, esse é um dos principais gastos domésticos, fora que a produção de eletricidade tem muitos impactos no meio ambiente.

De acordo com um levantamento realizado pela Federação das Indústrias do Rio de Janeiro (Firjan), o Brasil é um dos países com energia mais cara.

O estudo mostrou que o custo chega a R$ 402,26 por MWh. O preço é 46% a mais do que a média internacional.

Por esse motivo, o artigo de hoje vai trazer algumas dicas para você economizar energia na sua casa, reduzir o consumo a gerenciar melhor os seus gastos. Acompanhe a leitura!

1 - Aproveite ao máximo da iluminação natural

Uma das melhores formas de economizar energia elétrica, é por meio da valorização da iluminação natural. Isso pode ser feito logo no planejamento do seu projeto elétrico completo, dando preferência para as janelas que possam melhorar a entrada de luz.

Essa iniciativa contribui com a economia de energia, reduzindo a necessidade de ligar luzes artificiais. Além disso, o conforto visual é muito maior, já que a luz solar promove o bem-estar dos moradores.

Fora todo o projeto, vale a pena evitar o bloqueio do sol com mobiliários robustos, incluindo estantes, roupeiros e armários.

Outra dica é pintar as paredes com cores claras, pois elas ajudam a refletir melhor a iluminação.

Contudo, caso a sua casa tenha uma entrada de luz solar em excesso, pode ser interessante colocar uma película de proteção solar nas janelas. Com esse revestimento, o controle da iluminação é mais equilibrado e você não sofre com a radiação dos raios UV.

2 - Dê preferência pelas lâmpadas LED

Outra maneira de economizar bastante com energia elétrica na sua casa é por meio da troca das lâmpadas tradicionais por LED.

Esse tipo de iluminação é capaz de reduzir até 20% da conta de energia, tendo o melhor custo-benefício do mercado.

Além disso, o LED é 80% mais econômico do que as lâmpadas incandescentes e 30% mais barato que as fluorescentes.

Hoje em dia, é possível encontrar diversos modelos, como a lâmpada de led para piscina, própria para locais mais úmidos. A iluminação também pode ter diferentes cores, contribuindo para a decoração do local.

3 - Tire os aparelhos eletrônicos da tomada

Pode parecer besteira, mas a simples iniciativa de retirar os aparelhos eletrônicos da tomada já ajuda a economizar muito nos gastos com energia elétrica - inclusive, o microondas e as televisões.

Isso porque, mesmo desligados, os aparelhos continuam consumindo energia, mesmo que mínima. Assim, quando você os tira da tomada, é possível sim reduzir os custos.

Por isso, sabe aquela locação de som que você fez para o final de semana? Depois de usar, tire todas as caixas da tomada. Verifique também outros equipamentos que podem estar contribuindo para o maior consumo de eletricidade.

4 - Mantenha os eletrodomésticos em bom estado

Não é de hoje que se fala sobre a importância de uma boa manutenção preventiva.

Você deve realizá-la frequentemente no seu carro, ou até ter ouvido falar desse procedimento nas indústria, mas sabia que ele também é fundamental para os eletrodomésticos?

Se ainda não, está na hora de conhecer mais sobre esse tipo de manutenção. O serviço contribui para o bom funcionamento das máquinas, garantindo a conservação dos aparelhos e evitando possíveis falhas no sistema.

Quanto ao gasto de energia, os eletrodomésticos que não estão em boas condições costumam consumir mais eletricidade. Por isso, vale a pena fazer uma revisão da sua geladeira, televisão, máquina de café, entre outros itens.

A manutenção preventiva ainda traz muitas outras vantagens, tais como:

  • Aumento da vida útil dos equipamentos;
  • Redução de acidentes envolvendo os aparelhos;
  • Diminuição de gastos com a troca de equipamento;
  • Maior eficiência de operação dos eletrodomésticos.

Algumas manutenções são relativamente simples, como verificar a borracha de vedação da geladeira. Outras, como a montagem de quadro elétrico, podem demandar profissionais especializados para o serviço.

5 - Diminua o tempo de uso de alguns aparelhos

Entre os campeões de consumo de energia elétrica, encontram-se o chuveiro e a máquina de lavar. Claro que outros eletrodomésticos também têm a sua parcela de culpa e, por esse motivo, vale a pena gerenciar o uso de cada um deles.

Para reduzir o consumo, o recomendável é esperar juntar mais roupas, para que você lave todas de uma vez, evitando ligar a máquina várias vezes na semana.

No caso do banho, tente usar o chuveiro na posição “Verão” e diminuir o tempo que você passa no banheiro, pois isso já faz uma grande diferença na conta de luz.

Quanto ao acionamento das lâmpadas, caso você tenha um interruptor duplo em casa, dê preferência somente para ligar aquela luz que irá realmente usar. Caso contrário, é um desperdício à toa de energia elétrica.

6 - Use fotocélulas na varanda e ambientes externos

As fotocélulas, ou células fotoelétricas, são componentes que acendem somente à noite, quando não há mais luz solar. Elas são ótimas para ambientes externos, devido à sua capacidade de armazenamento dos raios solares.

Com elas, você não gasta nada do sistema de distribuição de energia elétrica, já que as fotocélulas funcionam com base na luz do sol, sem consumir insumos das concessionárias.

Inclusive, é possível instalar fotocélulas em vários locais da sua casa, principalmente se a incidência do Sol for grande.

Além de reduzir a conta de energia elétrica, você ainda contribui com o desenvolvimento sustentável, já que a energia solar é considerada a mais limpa do mundo.

7 - Instale um sistema de automação de iluminação

A tecnologia é uma grande aliada quando o assunto é economia. Ela é capaz de gerenciar várias atividades, contribuindo para a redução do consumo de energia elétrica, ainda mais com a instalação de um sistema de automação residencial iluminação.

Com ele, é possível controlar automaticamente o acionamento das lâmpadas, além de programar a abertura de janelas e cortinas, para melhor aproveitamento da iluminação natural nos ambientes.

Além da significativa redução dos custos com eletricidade, a automação residencial é uma maneira de aumentar o conforto dos moradores, já que muitas tarefas são feitas com o auxílio de softwares, que podem ser controlados diretamente pelo smartphone.

Outra dica é aplicar dimmers no seu sistema de iluminação. Com esses componentes, é possível controlar a intensidade da luz, já que nem sempre precisamos de 100% da capacidade das lâmpadas.

Você também pode automatizar outros sistemas da sua casa, como os equipamentos de som, televisores e climatização. Tudo isso irá contribuir com a redução de gastos com energia elétrica.

8 - Regule a temperatura da geladeira

A temperatura da geladeira é outro aspecto que merece atenção quando o assunto é economia de energia elétrica.

Por vezes, temos a mania de deixar o termostato sempre na mesma posição, mas no inverno, a nossa geladeira não precisa trabalhar tanto quanto no verão.

É um princípio básico, porém, frequentemente esquecido por muitas pessoas.

9 - Tenha espelhos na parede

Os espelhos são excelentes artifícios para melhorar a sensação de amplitude dos ambientes, além de contribuir com a maior dissipação da iluminação, sem a necessidade de usar lâmpadas artificiais o tempo todo.

Quando posicionados de maneira estratégica, eles são capazes de refletir a luz solar e iluminar todo um ambiente, reduzindo, assim, a sua conta de energia elétrica.

10 - Limpe os filtros do ar condicionado

Lembra quando falamos da importância da manutenção preventiva?

Pois é, outra forma de evitar transtornos de funcionamento e, consequentemente, aumentar o consumo de energia elétrica, é manter a higienização dos aparelhos em dia - em especial, dos filtros do ar-condicionado.

Com os filtros bem higienizados e limpos, o ar-condicionado consegue trabalhar melhor, sem a necessidade de tanto esforço para climatizar o ambiente.

Em geral, o recomendável é realizar uma limpeza dos filtros a cada 6 meses, mas isso pode variar dependendo da frequência de uso e do local (cidades com mais poluição, por exemplo, podem precisar de uma higienização mais frequente).

Conclusão

Economizar energia elétrica é um dos desejos de grande parte dos brasileiros, ainda mais com a alta dos preços das contas. Só que não dá para não usar eletricidade nos dias de hoje. Praticamente tudo o que fazemos demanda alguma fonte de energia.

Mas existem alguns macetes que fazem a diferença no final do mês e podem te ajudar a gastar mais do que o necessário.

Em conjunto, você ainda colabora com o desenvolvimento sustentável e a preservação dos recursos naturais.

O artigo de hoje trouxe algumas dessas dicas, para que você possa adaptar a sua rotina e economizar bastante no consumo de energia elétrica.

E já agora, se sua fatura atrasou, acesse aqui e saiba como emitir segunda via da sua conta.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Actualizado el